Partilhe nas Redes Sociais

PUB

GMV: Innovating solutions in Cybersecurity

iPhone X: realidade aumentada e inteligência artificial em destaque

Publicado em 13 Setembro 2017 por Ana Rita Guerra | 947 Visualizações

A Apple confirmou quase tudo o que se sabia sobre os seus novos iPhones no evento de final de verão, que decorreu no novíssimo Steve Jobs Theater, em Cupertino. Além do iPhone 8 e 8 Plus, que não trazem grandes novidades ao nível do design, a fabricante revelou o iPhone X. É a versão de aniversário do smartphone, que em 2017 completou dez anos, e vai custar mais de mil euros quando chegar, a 3 de novembro.

O CEO, Tim Cook, declarou que este iPhone é «o futuro dos smartphones» e está cheio de funcionalidades inovadoras. A câmara frontal é o centro das atenções, com o sistema TrueDepth que permite o reconhecimento facial dos utilizadores e a modelação 3D das suas caras. Esta função biométrica, Face ID, será usada para desbloquear o telefone, já que o botão “Home” desapareceu para dar mais espaço ao ecrã, que agora ocupa quase toda a parte frontal do dispositivo. Tem, por isso, um tamanho maior que o 8 (4,7 polegadas) e que o 8 Plus (5,5 polegadas), com espaço total de 5,8 polegadas. O Face ID vai permitir fazer pagamentos com a cara e suportará aplicações de terceiros.

O processador A11 Bionic vem acompanhado de um motor neural e aprendizagem de máquina, que vai reconhecer a cara do utilizador em qualquer situação, independentemente de modificações cosméticas ou luminosidade. É um «grande passo em frente», que Tim Cook acredita poder moldar o futuro dos smartphones. O ecrã OLED chama-se agora “super retina” e vem com resolução 2436 x 1125, sendo mais rápido a responder e incluindo o já conhecido toque 3D. Devido à modificação do design, haverá agora novos gestos para acordar o telefone e aceder ao centro de controlo.

A câmara frontal passa também a tirar fotos de qualidade profissional, com o efeito de profundidade que foi introduzido na câmara dual traseira do iPhone 7 Plus. Mais: permitirá criar emojis animados a partir das expressões faciais dos utilizadores, uma funcionalidade de utilidade questionável mas que demonstra a avançada tecnologia de monitorização facial embutida no sistema de câmara TrueDepth.

O iPhone X foi a estrela da apresentação da Apple e ofuscou o iPhone 8 e 8 Plus, que apresentam apenas novidades cosméticas e as melhorias do costume – processador mais rápido, maior qualidade de câmaras e autonomia da bateria. Os três telefones passam agora a ter carregamento da bateria sem fios e todos são feitos com suporte integral a realidade aumentada, talvez o elemento central deste lançamento. A Apple demonstrou no evento uma aplicação que permite ver as constelações em imagens sobrepostas ao céu e um jogo que tira partido das capacidades AR. No fundo, ficou demonstrado que o futuro do smartphone girará em torno da câmara. O 8 vai custar 699 dólares e o 8 Plus 799 dólares, ambos com lançamento a 22 de setembro.

Os utilizadores também poderão em breve comprar o Apple Watch Series 3, que passa a ter conectividade LTE, e a Apple TV 4K, que além da ultra resolução introduz HDR.


Publicado em:

Mobilidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados