Partilhe nas Redes Sociais

A realidade aumentada está a instalar-se. Há oportunidades para as empresas

Publicado em 23 Novembro 2015 | 427 Visualizações

Os interfaces estão a mudar. Os óculos ou lentes de contacto, a detecção de movimento e o reconhecimento facial são apenas algumas das tecnologias que já estão a marcar a diferença no mercado e a somar pontos nos projectos de inovação a nível mundial. Uma inovação que está a pedir melhores práticas de aplicação da tecnologia e standards que permitam uma adoção mais rápida e fiável.

 

«Para as empresas, não se trata apenas de acelerar processos ou reduzir custos: trata-se de criar novas competências e profissões que vão surgir com esta tecnologia e adaptarem-se a um novo paradigma», Luis Bravo Martins, head of Marketing na IT People Innovation.  

 

Embora reconheça que a realidade aumentada é uma tecnologia nascente, este responsável não tem dúvidas de que estas tecnologias terão um impacto «severo» na nossa vida e só testando a tecnologia aplicada a vários contextos profissionais será possível observar o seu valor diferenciado. 

 

Em Portugal, Luis Bravo Martins diz que ainda não é possível quantificar o valor deste mercado com precisão, mas admite que este será ainda reduzido, dado o estado inicial da tecnologia e da sua aplicação. Contudo, para este responsável, o potencial futuro está ao nível de todas as anteriores revoluções de interface, como o mobile, as consolas ou o PC. «Tanto a nível nacional como internacionalmente temos encontrado clientes com vontade de inovar», avança o head of Marketing na IT People Innovation. 

 

 Segundo ele, o crescimento será notório com o aparecimento de grandes casos de utilização de realidade aumentada, advindo daí o interesse massificado. «Estamos a trabalhar para que a It People Innovation assuma a liderança deste crescimento», afirma Luis Bravo Martins. 


Na disseminação das vantagens da tecnologia de Realidade aumentada, o responsável destaca a importância dos eventos e mostras tecnológicas, como o segundo encontro RALI – Realidade Aumentada em Lisboa, que terá lugar na Universidade Lusófona, durante no dia 11 de Dezembro. As inscrições no segundo Encontro de Realidade Aumentada são gratuitas.

 

 «O mundo da Realidade Aumentada está a crescer a um ritmo alucinante, sendo atualmente possível fazer coisas que há uns tempos eram inimagináveis», afirma Nuno Silva, head of Innovation da IT People Innovation. 

 

 



 

O que estará em destaque no RALI

 

Para além da diversidade do showroom, com diversas empresas, tais como aa IT People Innovation, a Epson, a Passado Vivo, a TTSTechnology Turnkey Solutions, a 3D Everyone, entre outras, haverá lugar para a primeira conferência sobre Realidade Aumentada aplicada às empresas, com oradores internacionais, como é o caso da Christine Perey, CEO da AREA – Augmented Reality for Enterprise Alliance.   

 

A projeção de hologramas em ambientes do Norte de Portugal, o lançamento dos primeiros livros de Realidade Aumentada para crianças, com conteúdos do canal Panda e edição da Goody, a presença do primeiro incubado pela IT People, o MTG Augmented Reader, que já é um negócio internacional e que apresentará publicamente a sua app mobile e os primeiros óculos de realidade aumentada portugueses são outros dos atractivos deste evento que será também palco de uma pequena recriação histórica com Realidade Aumentada  realizada em parceria pela IT People  e a Passado Vivo.


Publicado em:

Atualidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados