Partilhe nas Redes Sociais

PUB

Altitude reforça investimento no Brasil com Americas Innovation Lab

Publicado em 30 Junho 2017 | 469 Visualizações

Um dos países onde a Altitude Software tem presença direta, Brasil, é agora também o epicentro da estratégia de inovação da empresa para aquela região. Com a abertura do Americas Innovation Lab, em São Paulo, a empresa portuguesa pretende dinamizar o ecossistema de inovação local e acelerar processos de desenvolvimento à escala global.

Os focos do centro serão mobilidade, Internet das coisas e inteligência artificial, áreas que estão a ter um impacto decisivo na área de suporte ao cliente, o sector onde a Altitude Software opera.

«As regras do relacionamento com o cliente estão a mudar rapidamente e é preciso saber acompanhar esta mudança», avança Alfredo Redondo, CEO da Altitude. O executivo fala no desenvolvimento de soluções que tirem partido da transformação digital e das mudanças sociais e económicas, com a intenção de inovar na aquisição e retenção de clientes. É algo em que a Altitude está a trabalhar com outras organizações da região. «O Americas Innovation Lab permitirá que a Altitude acelere a produtividade e a adoção mundial de soluções e tecnologias desenvolvidas pela primeira vez naquela região», sustenta Alfredo Redondo.

Como parte da estrutura de Investigação e Desenvolvimento da Altitude, o Americas Innovation Lab estará sob a responsabilidade do diretor de tecnologia Miguel Vital. Será liderado localmente por Francisco Virgilio, executivo da Altitude com uma experiência de duas décadas no segmento de gestão das relações entre empresas e clientes.

«O laboratório centrar-se-á no desenvolvimento e aplicação de tecnologias como Big Data, Internet das Coisas e interação omnicanal, com o objetivo de potenciar o envolvimento das empresas com uma crescente classe de ‘nativos digitais’ que estão a mudar as regras do jogo da interação com o cliente», afirma Francisco Virgilio. Outras áreas promissoras são a aplicação de tecnologias de mobilidade, inteligência artificial e machine learning no atendimento ao cliente e a recuperação de crédito.

Toda a equipa irá trabalhar com uma rede de parceiros tecnológicos e de negócio para acelerar o go-to-market.

O presidente da Altitude para a América Latina, Frederico Dias, acrescenta que este centro de inovação permitirá responder à procura de novas soluções numa região que está em forte desenvolvimento. “Faz parte do nosso compromisso continuar a investir, desenvolver e apostar numa região que já assume uma grande importância para a Altitude.” A tecnológica tem presença direta no México e Peru, além do Brasil, e uma rede de parceiros que abrange os principais mercados da região.


Publicado em:

Negócios

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados