Partilhe nas Redes Sociais

Altran foi a empresa que mais faturou com projetos públicos de cibsergurança até abril 

Publicado em 27 Junho 2022 | 397 Visualizações

Os dados compilados pela ferramenta TendersTool revelam que entre janeiro e abril deste ano, a Altran foi a empresa que mais faturou com o Estado, conseguindo captar cerca de metade do montante total adjudicado em procedimentos públicos de aquisição, relacionados com projetos de cibersegurança. 

A empresa, entretanto integrada na Capgemini Engineering, ganhou dois projetos, no valor de 3,3 milhões de euros.  Na lista de companhias que mais conseguiram captar receitas com projetos públicos de cibersegurança estão também a Atos Espanha e a Easything, que captaram 35% e 6% das verbas gastas pelo Estado no período, respetivamente. 

Em números absolutos, os mesmos números mostram que a Atos fechou um contrato no valor de 2,36 milhões de euros e a Easything conseguiu um contrato de 403 mil euros. 

Nos quatro meses em análise, o Estado adjudicou verbas para 97 projetos no valor de 9,2 milhões de euros nesta área da cibersegurança. Só em fevereiro foram adjudicados cerca de 30 projetos de cibersegurança, no valor de quase 4 milhões de euros.  Em março foram também concluídos procedimentos públicos de aquisição que representam investimentos importantes. Janeiro e abril foram meses mais mornos.  

O maior investimento em cibersegurança foi realizado pelo Instituto de Informática (II), que adjudicou 87% do montante contratualizado pelo Estado para projetos nesta área, nos quatro primeiros meses do ano. No total, o II assinou quatro contratos no valor de 6 milhões de euros. 

A maior parcela desta verba foi para um projeto que visa o Sistema de Informação da Segurança Social, relacionado com os subsistemas de pagamentos e recuperação de pagamentos indevidos daquele organismo, revelam ainda os dados analiados pela TendersTool. 


Publicado em:

Atualidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados