Partilhe nas Redes Sociais

PUB

AMA implementa plataforma DXP

Publicado em 30 Julho 2019 por Claudia Sargento - Ntech.news | 175 Visualizações

Information Builders

Já está disponível um novo espaço online da responsabilidade da Agência para a Modernização Administrativa (AMA) e baseado na plataforma de experiências digitais da Liferay.

Falamos do portal publico ePortugal, apresentado em fevereiro de 2019, e totalmente unificado e global onde foram integrados mais de 2.500 serviços para cidadãos e empresas. De acordo com Gil Vieira, diretor de sistemas de informação da AMA, «a nova plataforma DXP veio simplificar os processos de manutenção técnica e permite ter uma maior capacidade de integração de tecnologias».

Entre os desafios apresentados pela AMA, antes da implementação desta plataforma, contavam-se a necessidade de simplificar o acesso à informação por parte dos cidadãos e das empresas nacionais através de uma única plataforma e também de melhorar o desempenho, a experiência de utilizador, a acessibilidade e a satisfação na utilização do portal.

Uma outra situação a que era necessário dar resposta dizia respeito à capacidade de integração de várias aplicações e tecnologias num único portal (single sign on). Finalmente, a AMA tinha também necessidade de integrar os serviços públicos, alguns deles partindo de sistemas legacy, num único portal que permitisse ainda a gestão centralizada de conteúdos. Era igualmente importante passar a contar com uma plataforma open source, capaz de evitar a dependência face aos fornecedores.

A solução escolhida deveria ter ainda assegurar uma eficaz gestão de conteúdos, já que as páginas do portal abarcam mais de 2.500 serviços (1.200 para cidadãos e 1.300 para empresas), cada um com o seu próprio site, que inclui a ficha de serviço e as notícias diárias. “Estes conteúdos deviam ser integrados num gestor CMS que permitisse a criação, organização, eliminação e publicação de conteúdos com agilidade e em tempo real”, explica Lisdália Sanches, coordenadora técnica do portal ePortugal.

As fichas de serviço provêm do portal «Catálogo de Entidades e Serviços», também suportado em tecnologia Liferay, que alimenta o portal ePortugal.

Integração simplificada

O projeto de implementação da plataforma DXP da Liferay implicou uma uniformização da tecnologia base do portal, sendo tudo acessível e administrável a partir de um único ponto. Por outro lado, a AMA passa a contar com um portal único, responsivo, integrado, global e flexível, com maior potencial para a combinação de novos serviços.

A solução escolhida permite ainda assegurar uma curva de aprendizagem mais reduzida do lado dos utilizadores e uma maior capacidade para gerir conteúdos.

Mais tecnologia

Em 2012, no âmbito do PGETIC – Plano Global Estratégico de Racionalização e Redução de Custos TIC, primeiro na Administração Pública e mais tarde – em 2017 – com a definição da Estratégia TIC 2020, a AMA adotou medidas em consonância com a promoção do uso de soluções baseadas em software open source nos sistemas TIC da AP, com o objetivo de reduzir o custo total de propriedade (TCO). O projeto desenvolvido com a Liferay vai nesse sentido.

Graças à utilização da Liferay DXP, a AMA oferece agora aos portugueses um portal único, mais digital, inclusivo, acessível e personalizável, mas, «na realidade todos sabemos que é um trabalho contínuo”, conforme sublinha Gil Vieira, que «depende da atualização permanente da informação por parte das entidades públicas, assim como do enriquecimento com mais serviços para cidadãos e empresas”.

Recorde-se que a AMA é o instituto publico responsável pela promoção e desenvolvimento da modernização administrativa em Portugal. A sua atuação divide-se em três eixos: atendimento, transformação digital e simplificação.


Publicado em:

Projetos

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados