Partilhe nas Redes Sociais

Anacom recebeu 101 mil reclamações em 2017

Publicado em 10 Setembro 2018 | 201 Visualizações

Durante o ano de 2017 a Anacom recebeu 101 mil reclamações e levou a cabo 6.600 ações de fiscalização, ações que resultaram em 416 processos de contraordenação. Dos processos em marcha, 122 foram concluídos e geraram multas de 1,7 milhões de euros.

Os dados constam do relatório anual de atividades do regulador, onde se divulga que a Meo foi a empresa de comunicações eletrónicas onde as queixas mais aumentaram, 47% face ao ano anterior. Segui-se a Vodafone, com 31% e a NOS, onde as reclamações cresceram 14%.

Na Nowo, embora os números absolutos sejam menores, o número de queixas também aumentou significativamente, passando a pesar o dobro do ano anterior no volume total de reclamações, 4%. Faturação, equipamentos e questões relacionadas com o cancelamento de serviços são os temas que originam maior número de queixas. Entre comunicações eletrónicas e serviços postais, ambos na tutela da Anacom, o número de queixas recebidas pelo regulador em 2017 aumentou 16,6%.

No âmbito das atividades de fiscalização, a Anacom detalha que as ações realizadas no ano passado foram «repartidas por serviços de comunicações eletrónicas, serviços postais, fiscalização das regras relativas às infraestruturas de telecomunicações em edifícios e em urbanizações, verificação de equipamentos de rádio e ações de monitorização do espectro».


Publicado em:

Atualidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados