Partilhe nas Redes Sociais

PUB

GMV: Innovating solutions in Cybersecurity

Apple e Dell juntam-se a Foxconn para comprar divisão de chips da Toshiba

Publicado em 13 Junho 2017 por Ana Rita Guerra | 134 Visualizações

A Apple e a Dell vão entrar no consórcio liderado pela Foxconn para comprar a muito cobiçada divisão de chips da Toshiba. A empresa japonesa está à procura de um comprador para a unidade de negócio, que é a segunda maior fabricante mundial de chips NAND, para tapar um buraco de milhares de milhões de dólares na sua divisão norte-americana Westinghouse Electric Corp, agora falida.

De acordo com declarações do CEO da Foxconn, Terry Gou, que falou com a agência Reuters, a entrada da Apple e da Dell no consórcio já está garantida. A divisão de chips da Toshiba pode valer até 18 mil milhões de dólares, mas Gou não revelou qual o montante do investimento que as duas empresas norte-americanas pretendem fazer.

«Posso afirmar que a Apple já está confirmada», disse Gou, revelando que a participação da gigante californiana foi aprovada por Tim Cook e pelo conselho de administração.

A Foxconn está também a negociar com a Alphabet (casa-mãe da Google), Cisco, Amazon e Microsoft sobre a potencial entrada destas gigantes no consórcio que lidera. É uma aposta decisiva da empresa de Taiwan, que até ao momento não foi considerada como favorita para ganhar a guerra de propostas pela unidade da Toshiba. É que a Foxconn tem a maioria das suas fábricas na China e o governo nipónico declarou que irá bloquear qualquer operação que transfira tecnologia para fora do Japão. Por isso, a Foxconn está a tentar atrair grandes empresas de tecnologia e Gou já garantiu que a sua proposta não inclui qualquer tipo de capital vindo da China. A empresa (cuja designação formal é Hon Hai Precision Industry) detém a japonesa Sharp e, se conseguir comprar a unidade da Toshiba, não terá mais que uma posição combinada de 40%. O restante será dividido pelos outros membros do consórcio, que pode incluir a japonesa Softbank.

Na corrida está também um fundo apoiado pelo governo japonês, Innovation Network Corp of Japan, que tem a participação da norte-americana Western Digital, e ainda a Broadcom em parceria com o fundo Silver Lake.

A decisão deverá ser anunciada esta semana, na quinta-feira, durante uma reunião do conselho de administração da Toshiba.

 


Publicado em:

Negócios

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados