Partilhe nas Redes Sociais

AWS tem 100 milhões de dólares para ajudar empresas a tirar partido da IA generativa

Publicado em 23 Junho 2023 | 454 Visualizações

Depois da parceria anunciada pela Microsoft em janeiro com a OpenAI e da intenção de integrar a tecnologia da empresa que criou o ChatGPT em diferentes ferramentas do Azure. Ou do anúncio da Google em maio, também sobre o reforço da IA nos serviços do Google Cloud, chegou a vez da Amazon. 

A principal plataforma de serviços de infraestrutura na cloud anunciou um investimento de 100 milhões de dólares para pôr no terreno um programa que vai ajudar os clientes a tirar partido dos novos avanços da inteligência artificial generativa, no contexto dos seus negócios. 

O AWS Generative AI Innovation Center promete ajudar os clientes da empresa a construir e implementar soluções de inteligência artificial generativa, ligando os experts AWS em IA e machine learning aos clientes, para os ajudar a idealizar, projetar e lançar novos produtos e serviços.

Para isso, a empresa promete disponibilizar serviços de IA generativa flexíveis e económicos, com apoio das suas equipas e dos parceiros, não são só através de tecnologia, mas também de workshops, acordos e formação gratuitos, para que as empresas possam selecionar os modelos certos e definir os melhores caminhos para enfrentar desafios técnicos ou empresariais, desenvolver provas de conceitos e fazer planos para lançar soluções à escala pretendida. 

A trabalhar com a AWS nesta área estão já empresas como a Highspot, uma plataforma de capacitação de vendas, ou a Lonely Planet. A primeira sublinha que está a usar os serviços do centro para ter acesso a soluções inovadoras e orientação criativa para alguns dos desafios e oportunidades mais complexas.

A Lonely Planet vai usar estes recursos para conseguir promover recomendações de viagens mais personalizadas e tornar as viagens mais acessíveis aos clientes, refere a empresa. 


Publicado em:

Atualidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados