Partilhe nas Redes Sociais

Brasil leva Ábaco Consultores faturar mais

Publicado em 7 Julho 2017 | 1292 Visualizações

Abaco Training Academy

Ábaco Consultores obteve em 2016 o seu maior volume de negócios até à data, 12,641 milhões de euros. O integrador SAP justifica o crescimento global de 28% com os bons resultados internacionais, especialmente no Brasil, onde detém forte presença direta desde o início da década. No último ano, a Ábaco também entrou no Reino Unido com a abertura de um escritório e fez uma parceria para endereçar o mercado na Suíça.

«A Ábaco continuará apostada na inovação e no crescimento das operações internacionais, perspetivando para 2017 que, pela primeira vez, o volume de negócios internacional seja o maior contribuinte para a receita global do grupo Ábaco», revelou João Moreira, PCA da empresa. Para preparar este caminho, a consultora tem estado a reforçar os novos escritórios e áreas de negócio.

A operação internacional representa neste momento cerca de 39% do volume de negócios. Em Portugal e no Brasil, o crescimento foi superior a 19%, enquanto o Reino Unido não tem termo de comparação porque ainda não completou o primeiro ano de operação. O escritório de Londres abriu há 9 meses e já ultrapassou os 800 mil euros de receitas, o que é superior ao volume que estava previsto para o primeiro ano.

No mercado brasileiro, onde a Ábaco detém uma presença consolidada, o destaque foi a primeira implementação da solução para o vertical do sector têxtil S/4 HANA Fashion Management Solution –FMS na América Latina. Foi ainda concretizada a entrada em dois novos verticais de negócio: agronegócio e mobilidade urbana e transportes.

«Após um ano exigente num contexto económico e político difícil, em 2017 a Ábaco Brasil vai duplicar a sua receita no ano em que celebra 7 anos de atividade», afirma Fernando Teixeira, diretor-geral da Ábaco Brasil.

Nas contas globais, a consultora ressalta que o seu EBITDA manteve-se estável apesar dos investimentos realizados na internacionalização. Este é o quarto exercício consecutivo em que a empresa regista um crescimento sustentado do seu volume de negócios.


Publicado em:

Negócios

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados