Partilhe nas Redes Sociais

Criptomoedas já são opção em programas de remuneração de funcionários 

Publicado em 28 Junho 2022 | 274 Visualizações

A Bit2Me e a ATH21 juntaram-se para criar o primeiro fundo de remuneração em moeda virtual para funcionários. Como explicam as empresas, o produto consiste num fundo de fidelização corporativa baseado em algumas das principais criptomoedas do mercado e a receita para criação do programa de remuneração é assegurada pela ATH21 que, em cada trimestre, vai alocar 10% dos lucros para o fundo. 

A Bit2Me é reconhecida pelo Banco de Espanha como fornecedora de serviços de moeda virtual. Nesta parceria, além de fornecer as criptomoedas, a exchange espanhola vai realizar as operações de compra, venda e troca dos ativos digitais por moeda fiduciária. 

«Este tipo de fundo de fidelização é muito mais atrativo do que os planos tradicionais de stock option ou phantoms, pois o tratamento tributário é mais vantajoso e a saída do produto é segura e mensurável», defende a ATH21. 

Cristina Carrascosa, CEO da ATH21, acrescenta que reter talentos num mercado cada vez mais competitivo é fundamental e foi por isso que a empresa projetou este instrumento, contornando a incerteza associada aos programas de remuneração alternativos. «Queremos que as nossas equipas participem no nosso benefício sem assumir custos ou riscos». 


Publicado em:

Atualidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados