Partilhe nas Redes Sociais

Custos relacionados com as perdas de dados baixam 26% na Europa

Publicado em 20 Junho 2017 por Ntech.news - Rui da Rocha Ferreira | 423 Visualizações

Proteção de dados IBM

A IBM e o Instituto Ponemon realizaram um estudo para perceber o impacto que a perda de dados representa para as empresas. De acordo com a investigação, o custo médio de uma perda de dados ronda os 3,62 milhões de dólares, um valor que mesmo sendo avultado, consegue ser 10% inferior ao valor médio registado em 2016.

Em comunicado a IBM diz mesmo que esta é a primeira vez que é registado um declínio nos custos associados à perda de dados nas empresas. Parte desta tendência deve-se à maior proteção que as empresas na Europa têm conseguido garantir, algo que segundo a investigação justifica-se com o quadro legal em vigor.

Na Europa os custos relacionados com as perdas de dados baixaram 26%, em parte graças às políticas unificadas na proteção dos dados e na resposta em caso de fuga. Nos EUA, por exemplo, o custo médio de uma fuga de dados aumentou 5% – o facto de a maior parte dos estados norte-americanos ter regras diferentes dificulta as ações das empresas e isso tem impacto nos custos finais.

O estudo da IBM Security revela ainda que ter uma equipa dedicada para dar resposta a incidentes relacionados com a perda de dados é um dos factores que mais ajuda a mitigar os custos com estas operações – é possível poupar até 19 dólares por dado perdido, sendo que cada registo perdido tem atualmente um custo médio de 141 dólares.

A existência de uma equipa de resposta a incidentes sugere a existência de um plano de resposta a incidentes, o que por sua vez ajuda a diminuir o tempo de identificação do problema e a sua contenção. Um dado concreto para exemplificar: as empresas que conseguiram conter fugas de dados no espaço de 30 dias pouparam em média um milhão de dólares em comparação com as empresas que demoraram mais de 30 dias a dar uma resposta conveniente à situação.

Destaque para a área da saúde por ser aquela na qual as perdas têm mais custos para as empresas, atingindo os 380 dólares de dano por cada ficheiro perdido.

O estudo realizado pelo Instituto Ponemon foi realizado em 13 países e contou com a participação de 410 empresas. Com base nos resultados a IBM criou uma ferramenta interativa que dá uma perspetiva sobre os custos relacionados com a perda de dados tendo em conta o país, o sector de atividade e outros parâmetros de análise, como o facto de a empresa ter ou não um diretor de segurança informática.


Publicado em:

Atualidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados