Partilhe nas Redes Sociais

Deloitte vai fixar dois novos centros de excelência em Portugal e criar até 2.000 novos empregos

Publicado em 17 Novembro 2021 | 48 Visualizações

A Deloitte anunciou que vai fixar dois novos centros tecnológicos e de transformação digital em Portugal, o Global Technology Solutions Centre of Excellence e o Global Telecom Networks Centre of Excellence. Nos próximos quatro anos os dois centros devem criar entre 1.500 a 2.000 postos de trabalho, aumentando para 6.000 o número de colaboradores da consultora em Portugal.

O Global Technology Solutions Centre of Excellence vai ter três grandes áreas de atuação: desenho e conceptualização de soluções tecnológicas e de transformação digital; apoio na entrega e implementação de projetos complexos de implementação tecnológica e transformação digital; e apoio na operação e gestão de plataformas tecnológicas de clientes a nível global. 

O Global Telecom Networks Centre of Excellence vai estar focado no desenho, implementação e operação de redes empresariais, apoiado em tecnologias como o 5G, WiFi 6, SD-WAN e outras. Vai integrar o primeiro laboratório a nível mundial da Deloitte para a prototipagem de soluções sectoriais baseadas em 5G e um centro de cibersegurança. Este centro vai prestar serviços de implementação e operação de plataformas de cibersegurança, para mitigar e combater riscos associados às operações dos clientes. 

«Este será um dos hubs tecnológicos da Deloitte mais relevantes a nível internacional e reforça a posição de Portugal na rede global da consultora», adianta ainda a consultora. 

Ambos os centros vão operar a nível mundial, com principal foco nos mercados europeu e norte-americano e vão funcionar de forma integrada com outros centros da rede global da Deloitte. As equipas vão distribuir-se pelas cidades de Braga, Coimbra, Faro, Leiria e Setúbal, alargando a presença geográfica da multinacional em Portugal, além das atuais localizações nos distritos de Lisboa, Porto e Viseu.

Para os novos centros a Deloitte quer contratar profissionais com diferentes perfis, a maioria nas áreas de tecnologias de informação e das telecomunicações, com diferentes níveis de experiência. A empresa quer integrar no projeto, por exemplo, profissionais oriundos de programas de upskilling e reskilling. 

A consultora garante que Portugal foi escolhido entre um grupo vasto de diferentes geografias. «A captação destas operações para o nosso país representa uma oportunidade de desenvolvimento da oferta de serviços altamente diferenciados da Deloitte a partir de Portugal», sublinha António Lagartixo, CEO e Managing Partner da Deloitte em Portugal. 

A favor de Portugal, nesta seleção, estiveram critérios como a qualidade de talento e das universidades nas áreas tecnológicas, o nível de infraestruturas de comunicações e a própria localização geográfica do país. 


Publicado em:

Atualidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados