Partilhe nas Redes Sociais

PUB

Despesa TI (afinal) vai crescer menos que o previsto

Publicado em 16 Julho 2019 | 287 Visualizações

cloud

As previsões iniciais da Gartner indicavam que este ano a despesa global com Tecnologias da Informação ia crescer 1,1%, mas a consultora reviu a projeção em baixa e estima agora que os gastos com TI em 2019 se fixem nos 3,74 biliões de dólares, o representará um crescimento de 0,6%.  

O software empresarial será o segmento a impulsionar mais o crescimento estimado, graças à adoção crescente de soluções de cloud. Pela mesma razão, a despesa com dispositivos é a que mais recua. A despesa com software empresarial deve crescer 9% para valer 419 mil milhões de dólares.

Os gastos com dispositivos devem recuar 4,3% face a 2018. O segundo segmento onde a despesa mais cai é dos data centers. Também por consequência da mesma tendência de ascensão da cloud, perde 3,5% em relação à despesa registada em 2018.  

A Gartner explica que a revisão em baixa das previsões para a despesa TI este ano são um reflexo direto da instabilidade provocada pela guerra comercial entre os Estados Unidos e a China, mas também refletem outros fenómenos, como os receios de uma recessão ou a iminência do Brexit. 

No domínio da cloud, a Gartner acredita que os serviços de conteúdos e de colaboração, a par das soluções de produtividade, estão entre as áreas que mais crescem em 2019, dando seguimento a uma primeira onda de investimentos cloud, direcionada para áreas como o outsourcing de processos de negócio


Publicado em:

Atualidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados