Partilhe nas Redes Sociais

É possível acrescentar valor aos processos de negócio através da analítica

Publicado em 4 Janeiro 2016 | 495 Visualizações

A PSE, que recentemente comemorou 20 anos de existência, posiciona-se para crescer na área da analítica com um método que, João Pequito, CEO da empresa diz potenciar a extração de valor da informação. O responsável prevê que nos próximos anos se continue a assistir à crescente integração da analítica nos processos de negócios em variados setores, impulsionados pelo contínuo crescimento do digital.

 

Apesar de pequeno, o mercado nacional é tecnologicamente viável e procura parceiros que lhes demonstrem como gerar mais valor para o seu negócio, seja através das comunidades online, da manutenção de ativos ou da gestão de risco. A analítica desempenha um papel relevante na previsão de eventos e otimização de processos que oferecem às empresas uma vantagem sobre os concorrentes que não estão analiticamente orientados.

 

Com isto em mente, a PSE pretende ser um «consultor e parceiro de negócio que dispõe de novos e diferenciadores serviços analíticos de valor acrescentado para os seus clientes. Em 2015 o volume de negócios da PSE cresceu cerca de 10% em relação ao ano anterior, sendo superior a 1,7 milhões de euros.

Para 2016, aguardam «um maior impulso económico em Portugal que poderá ajudar a alcançar um maior crescimento», antecipa o responsável.

 

 

Ntech.news – Como está a PSE a posicionar-se para corresponder às necessidades das empresas nas áreas da analítica?

João Pequito – Existem diferentes estádios de maturidade na utilização de business analytics consoante o setor de atividade. A banca e as telecomunicações foram os setores que mais cedo investiram nestas tecnologias. Hoje assiste-se a um crescendo de utilização de tecnologias de business intelligence de uma forma transversal ao mesmo tempo que muitas empresas de outros setores dão os primeiros passos na utilização de tecnologia de análise preditiva. Fazem-no porque existe a perceção do acréscimo de valor criado quando se consegue extrair mais conhecimento do negócio e dos comportamentos e com isso otimizar e rentabilizar processos operacionais e de criação de valor. A PSE, com base na sua experiência, soube construir uma metodologia própria para a implementação de projetos analíticos cujo foco é a criação de valor e ao mesmo tempo construir uma oferta cujo motor é a transformaçao do negócio pelo conhecimento.

 

Qual a proposta distintiva que levam ao mercado?

«Transform by analytics» demonstra às empresas que é possível transformar um negócio através do conhecimento obtido pela utilização da análise de dados. Ou seja, para nós este processo de transformação não passa exclusivamente pela adoção de uma tecnologia, antes pela construção de um ambiente propício à obtenção de conhecimento – tecnologia, recursos especializados e conhecimento do negócio. Só percebendo o problema de negócio é possível encontrar uma solução e colocá-la em execução para obter valor para a empresa. Esta é a proposta distintiva da PSE.

 

Que tipo de projetos estão a desenvolver nesta área?

Os projetos são múltiplos e variados. Pela sua importância, realçamos dois projetos internos que estão neste momento em comercialização no mercado nacional:

PSE Maintenance Analytical Template – Permite às empresas utilizar a análise para otimização da manutenção dos seus ativos (equipamentos) através de processos analíticos de previsão de falhas; de identificação de padrões de falha e de ‘root causes’; de otimização de planos de manutenção e adoção de uma estratégia de dados para a manutenção.

PSE Social & Digital Analytical Model – Permite às empresas avaliar o estádio de maturidade da sua presença no mundo digital e, simultaneamente, identificar os triggers que promovem o valor a partir de uma estratégia seja esta para identificação das personalidades digitais que interagem com a empresa; para aumentar a conversão de visitantes; para monitorar sentimentos e o envolvimento com a marca; para ter uma visão única do negócio físico e digital; ou para identificar novas oportunidades e novos modelos de negócio digitais.

 

Consideram que os gestores portugueses já perceberam a importância destas duas áreas para impulsionar os seus negócios?

Como afirmámos anteriormente é visível a crescente procura de informação sobre estes temas e o consequente acréscimo de projetos em execução. Demonstra o interesse e a importância apercebida pelos decisores nacionais. Nós trabalhamos diariamente para que tal aconteça.

 

Quanto representam estes projetos no volume negócio total?

Em 2014 a PSE criou uma nova unidade de negócio designada C&PS (Consulting & Professional Services) que é responsável pela implementação e gestão de projetos analíticos. Em 2015 o volume de negócios desta unidade já representou mais de 30% do volume total de negócios da empresa e com um crescimento superior a 25% em relação ao ano anterior.

 

Que crescimento esperam em 2016?

Em 2015 o volume de negócios da PSE cresceu cerca de 10% em relação ao ano anterior, sendo superior a 1,7 milhões de euros. Estimamos continuar a crescer nos próximos anos, pelo menos ao mesmo ritmo.


Publicado em:

Na Primeira Pessoa

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados