Partilhe nas Redes Sociais

EcoStruxure IT põe Big Data e IoT nos centros de dados

Publicado em 16 Outubro 2017 por Ntech.news | 873 Visualizações

A Schneider Electric lançou aquilo a que chama de primeira solução de gestão de centros de dados como uma arquitetura de serviços, a EcoStruxure IT. A especialista em automação diz que se trata de uma solução revolucionária para a gestão de infraestruturas de centros de dados, disponibilizando uma arquitetura baseada na nuvem e desenvolvida para ambientes híbridos.

Por um lado, esta arquitetura possibilita um novo padrão para informações pró-ativas em equipamentos críticos que têm impacto na saúde. Por outro, disponibiliza um ambiente TI com capacidade para fornecer recomendações práticas em tempo real para otimizar o desempenho da infraestrutura e mitigar riscos.

«A crescente complexidade e diversidade de ambientes de centros de dados críticos em conjunto com orçamentos e recursos humanos mais limitados criaram um desafio de gestão aos profissionais de centros de dados», explica Dave Johnson, vice presidente executivo da divisão de TI da Schneider Electric.

De acordo com este responsável, o primeiro passo para ultrapassar este desafio é através de uma estratégia de gestão pela nuvem. «O EcoStruxure IT fornece informação e acesso global a ambientes de centros de dados a partir de qualquer local, em qualquer momento e em qualquer dispositivo. Levar este nível de visibilidade e acesso aos clientes vai permitir-lhes referenciar todo o ecossistema de TI enquanto disponibiliza análises de tendências, manutenção inteligente e mais, tudo ao mesmo tempo, o que reduz riscos e aumenta a eficiência», sustenta Dave Johnson.

Os principais benefícios da solução são a visibilidade global no ecossistema híbrido a partir de qualquer local e através do smartphone e a informação sobre dispositivos, alarmes inteligentes e monitorização através de recolha de dados em sistema aberto. É ainda feita a previsão de potenciais riscos, ao impulsionar indicadores e análises globais no conjunto de dados do EcoStruxure, e há monitorização remota 24 horas por dia com o “Schneider Electric Service Bureau.” Os clientes podem implementar através de um modelo de subscrição adaptável a ambientes de qualquer dimensão.

«O DCIM é um componente crítico para a infraestrutura definida por software,” refere Jennifer Cooke, diretora de pesquisa da IDC. “Com uma inovação baseada na nuvem como o EcoStruxure IT, os clientes poderão beneficiar de uma implementação mais simples, maior visibilidade sobre os dispositivos no interior e fora das instalações e terão acesso a uma gestão remota mais eficiente em ambientes distribuídos», diz a analista.

As principais funcionalidades da solução incluem o EcoStruxure IT Expert e o EcoStruxure IT Advisor. A plataforma foi testada nos EUA, referenciando ambientes TI com mais de 500 clientes, mil centros de dados, 60 mil dispositivos e dois milhões de sensores.


Publicado em:

Atualidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados