Partilhe nas Redes Sociais

Empresas portuguesas somam 22 milhões de financiamento comunitário

Publicado em 17 Maio 2018 | 138 Visualizações

Ao abrigo do programa comunitário SME Instrument do Horizonte 2020, são várias as empresas portuguesas que tentam levar a bom porto os seus projetos de inovação de base tecnológica.

O SME Instrument é um programa europeu extremamente competitivo, conhecido como a Liga dos Campeões da Inovação, desenvolvido em duas rondas de candidaturas, sendo que em média apenas 5% das empresas candidatas são selecionadas para financiamento. Na primeira fase são disponibilizados 50 mil euros por projeto, com o objetivo de financiar o desenvolvimento do estudo de viabilidade. A fase dois, com um financiamento até 2.5 milhões de euros por projeto, visa o apoio a atividades relacionadas com o desenvolvimento e demonstração da inovação.

Na segunda ronda de candidaturas, foram escolhidas 64 de um total de 1271 propostas submetidas a nível europeu. Foram 13 as empresas portuguesas na lista dos apoiados na fase dois, que captaram um total de 22 milhões de financiamento comunitário.

A I2S e a Nano4 Global foram duas das que se destacaram, cada uma conseguiu um financiamento de cerca de 1,4 milhões de euros.

A I2S desenvolve software para seguradoras e criou uma plataforma que permite reduzir substancialmente o tempo de introdução de produtos de seguros no mercado. Gastão Taveira, CEO da i2S, explica que o financiamento obtido permitirá desenvolver este projeto em paralelo com a atividade normal, servindo mais de 30 clientes em diversos países.

Já a Nano4 Global desenvolveu um teste colorimétrico baseado em nanotecnologias que permite fazer o diagnóstico de tuberculose em 90 minutos, quando atualmente demora 3 dias. A plataforma NANO4 pode ser aplicada a qualquer condição cujo biomarcador seja DNA ou RNA. A plataforma foi totalmente desenvolvida em Portugal, na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, no grupo de investigação liderado por Pedro Viana Baptista, cofundador da Nano4 Global em conjunto com Alexandra FernandesFilipe Assoreira.


Publicado em:

Negócios

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados