Partilhe nas Redes Sociais

PUB

ESA quer financiar serviços e produtos portugueses

Publicado em 9 Abril 2020 | 429 Visualizações

Estão abertas candidaturas para o Spark 4 Business, um programa da Agência Espacial Europeia que vai apoiar empresas e institutos de investigação portugueses interessados em transferir tecnologia espacial para resolver problemas na Terra, explica o Instituto Pedro Nunes, que conduz o processo. 

O objetivo é fazer nascer novos produtos e serviços que possam colocar tecnologia espacial ao serviço de «mercados terrestres» como a saúde, transportes, energia, agricultura, ambiente ou segurança. 

Cada projeto apoiado vai garantir um financiamento máximo de 25 mil euros e apoio do IPN no estudo de viabilidade financeira e técnica, para além de garantirem um relacionamento direto com a ESA e acesso ao programa ESA Business Applications, «uma das ferramentas de eleição da ESA para promover e financiar demonstrações de negócios na Terra com recurso a tecnologias/dados de satélites», explica o IPN. 

Serão apoiados cinco projetos que recorram a ativos espaciais, como sejam comunicações ou navegação por satélite, dados de observação da Terra e tecnologias usadas em voos espaciais tripulados.    

As candidaturas devem ser apresentadas online, até ao dia 22 de abril. O IPN é o elo de ligação entre empresas e a agência, já que é desde 2014 Space Solutions Centre da Agência Espacial Europeia (ESA). Hoje existem 21 centros deste tipo na Europa, o IPN foi o primeiro. 


Publicado em:

Startups

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados