Partilhe nas Redes Sociais

Faculdade de Medicina de Lisboa começa a usar os HoloLens da Microsoft

Publicado em 24 Dezembro 2021 | 51 Visualizações

A Microsoft e a Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa estão a colaborar na utilização de tecnologia de realidade mista da fabricante de software, nas atividades de ensino e investigação daquela escola. No centro do memorando de entendimento assinado estão iniciativas que tenham por base os HoloLens da Microsoft, que já estão a ser usados no Centro Tecnológico Reynaldo dos Santos da FMUL. 

Para já estão a ser usadas três unidades da segunda geração do dispositivo de realidade mista da Microsoft, que permite experiências de realidade virtual imersivas em duas áreas destacadas pelas entidades: realidade aumentada e inteligência artificial. 

Na primeira das duas vertentes, a parceria vai ajudar a FMUL a explorar a computação holográfica, sistemas avançados de simulação ou a desenvolver tecnologia para o ensino. O headset vai também ser testado em contextos de formação médica em ambientes imersivos e em cirurgias experimentais. 

A inteligência artificial vai ter um papel importante no projeto, ao nível da capacidade de diagnósticos de precisão, análise e processamento de dados para doenças neurológicas e cardiovasculares que ficam disponíveis para armazenamento e análise em cloud.

O HoloLens permite interagir com objetos tridimensionais, a colaboração à distância entre profissionais, ou ter acesso em tempo real a informação útil para a atividade que o utilizador está a realizar. Permitem utilizar serviços do Azure e integrar soluções Dynamics 365 e Power Apps. A versão 2 é comercializada em Portugal desde outubro do ano passado.  


Publicado em:

Projetos

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados