Partilhe nas Redes Sociais

Ferramentas online ajudam PME portuguesas a exportar mais

Publicado em 19 Setembro 2017 por Ana Rita Guerra | 443 Visualizações

As Ferramentas online ajudam PME portuguesas a exportar mais utilização de ferramentas online é essencial para as pequenas e médias empresas portuguesas com vertente de exportação. É o que conclui o novo estudo «The Future of Business», desenvolvido pelo Facebook em parceria com o Banco Mundial e a OCDE. Segundo a sondagem, que recolheu as opiniões de 50 mil empresas em todo o mundo, 60% das PME portuguesas exportadoras afirma que a utilização de ferramentas online ajuda a aumentar receitas. Um dado ainda mais expressivo é que 43% destas empresas indicam que a maior parte das suas vendas internacionais (75%) depende de ferramentas online.

As conclusões do estudo não são surpreendentes e percebe-se porque é que beneficiam o Facebook, que tem mais de cinco milhões de empresas a comprarem anúncios na sua plataforma e 65 milhões de empresas com uma estratégia ativa na rede social. Este relatório mostra como as ferramentas online desempenham um papel importante na capacidade das PME de negociar internacionalmente e crescer.

No caso português, as PME que comercializam internacionalmente «são mais confiantes e propensas a aumentar empregos», diz o estudo. Para as empresas exportadoras, o comércio é a base do modelo de negócio, sendo que 4 em 10 (40%) reportaram que mais de 25% das receitas provêm de negócios internacionais. Por outro lado, as PME atribuem o crescimento global (das receitas aos colaboradores) ao uso de ferramentas online para comercializarem internacionalmente.

Ainda assim, exportar mantém-se uma tarefa complexa. Apenas 26% das empresas vende para fora e 46% dos empresários identificaram a «venda para países estrangeiros» como um desafio.

«Sabemos que um dos grandes desafios que as PMEs têm é o de encontrar clientes em outros países, mas também estamos conscientes de como a tecnologia pode ajudá-los a dar o passo seguinte», refere  Irene Cano, diretora geral do Facebook para a Península Ibérica. O facto de mais de metade das PME exportadas assegurarem que as suas receitas aumentaram graças à utilização de ferramentas online «prova que a tecnologia realmente ajuda as empresas a atravessarem fronteiras e a conectarem-se com pessoas a qualquer momento e em qualquer lugar», assume ainda.

A responsável nota também que o comércio internacional deve ser visto como uma oportunidade aberta por ferramentas digitais. «Uma boa estratégia digital mobile pode ajudar as empresas a crescerem e a conseguirem clientes dentro e fora das suas fronteiras», indica, sublinhando que o público internacional que está hoje ao alcance das PME estava antes reservado para as grandes marcas.

O estudo foi feito em 42 países e esta é a primeira vez que Portugal está incluído. Os 42 países representam economias correspondentes a 40% da população mundial e 73% do PIB global.

 


Publicado em:

Atualidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados