Partilhe nas Redes Sociais

Foi a sua empresa que pediu um data center mais seguro?

Publicado em 30 Outubro 2020 por Ntech.news- Luísa Dâmaso | 238 Visualizações

De acordo com um estudo recente da IDC, prevê-se que em 2023 haverá 41.600 milhões de dispositivos de IoT conectados. Por outro lado, o último relatório sobre ameaças a ambientes IoT da Unit 42 refere que quase três quartos dos profissionais de segurança consideram que o controlo que possuem sobre os dispositivos IoT são inadequados e não são administráveis, o que torna as suas organizações vulneráveis às novas ameaças dirigidas a redes deste tipo.

Com base neste contexto, a Infinidat e a VMware juntaram-se para disponibilizar uma solução integral para centros de dados definida por software, que aborda as ameaças de segurança na área de IoT Edge que as empresas estão e possam vir a enfrentar. Daniel Cruz, responsável de canal da Infinidat para o Sul da Europa, considera que todos os sectores estão a atravessar um importante processo de transformação digital, tirando partido da tecnologia para melhorar a experiência, a eficiência operativa e a agilidade empresarial que oferecem aos seus clientes e, ao mesmo tempo, gerar vantagens competitivas. Neste ponto, as soluções IoT possuem «um papel essencial na persecução desses objetivos, já que permitem ampliar o controlo dos ativos físicos através do software para otimizar o desempenho e melhorar a flexibilidade».

A framework agora apresentada pela Infinidat e pela VMware permite:

  • Proteger a organização contra ameaças à segurança de redes IoT e Edge
  • Melhorar a gestão da rede através de uma plataforma de monitorização de segurança back-end escalável, concebida para analisar dados de CPE atuais e futuros.
  • Garantir o cumprimento e a eficiência operativa com soluções auditáveis, escaláveis e rentáveis.

A framework VMware Validated Design (VVD) é complementado com as capacidades de armazenamento de dados à escala Petabyte da Infinidat, que permitem atingir níveis de escalabilidade, desempenho, rentabilidade e retenção de dados sem precedentes, ao mesmo tempo que melhoram a visibilidade dos dados, o controlo e a mitigação de riscos.

«Reduzir o risco face às ameaças à segurança das redes IoT é uma prioridade essencial para qualquer CIO», refere Daniel Cruz. «É por isso que estes responsáveis mostram interesse quando lhes dizemos que somos capazes de aumentar a deteção de eventos de segurança em paralelo para reduzir o risco de violação de dados, fraudes ou roubos de IP. Esta colaboração é um passo em frente significativo para abordar esta vulnerabilidade e esta lacuna».

Para além dos ciberataques a dispositivos IoT terem aumentado 300% em 2019 (segundo dados da F-Secure), os equipamentos de segurança e de TI em geral têm ainda a pressão adicional da conformidade. Reduzir a complexidade e o custo das infraestruturas de armazenamento conduz a melhores capacidades de auditoria e reporting, o que contribui em grande medida para satisfazer as exigências de conformidade de curto e longo prazo.


Publicado em:

Atualidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados