Partilhe nas Redes Sociais

PUB

Força de trabalho móvel pode ser ameaça

Publicado em 25 Fevereiro 2016 | 309 Visualizações

Três quartos das empresas não têm implementada qualquer ferramenta de segurança para documentos, deixando-os expostos a ameaças de segurança.

A conclusão surge no mais recente White Paper da IDC, patrocinado pela Oki Europe Ltd, segundo o qual as empresas na Europa têm uma necessidade crítica de acesso seguro às informações “a qualquer hora e em qualquer lugar” para manter e aumentar a produtividade no local de trabalho.

No entanto, o mesmo estudo dá ainda conta que «três quartos das PME não utilizam qualquer ferramenta de segurança de gestão documental, ficando potencialmente expostas a vírus e outras ameaças de segurança».

A IDC prevê que até 2018 «cerca de 75% da força de trabalho desempenhe as suas funções a partir de dispositivos móveis, fora do escritório».

Confrontados com o acesso a um maior volume de informações digitalizadas, a IDC alerta «que as empresas precisam de prestar mais atenção ao acesso e à segurança dos dados».

O estudo, desenvolvido por Jacqui Hendriks, diretora da divisão de investigação e consultoria dos European Managed Print Services and Document Solutions da IDC, confirma que «a crescente força de trabalho móvel e a alteração dos padrões de trabalho dos funcionários estão a ter um impacto transformacional na impressão e gestão de documentos».

Esta força de trabalho e a procura do mesmo «a qualquer hora, em qualquer local tem tido um impacto profundo nas empresas de hoje», segundo refere Terry Kawashima, diretor-geral da OKI Europe Ltd.

«Como resposta, as empresas precisam de manter os funcionários produtivos, através da introdução de fluxos de trabalho digitalizados mais eficientes e da implementação de controlos para proteger dados confidenciais. Como o White Paper da IDC destaca, há uma clara e urgente necessidade de equipamentos que ajudem a proteger contra ameaças externas, com impressão segura a partir de dispositivos móveis», recorda o mesmo responsável.

 


Publicado em:

Mobilidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados