Partilhe nas Redes Sociais

Fraudes em meios de pagamentos eletrónicos mantém-se reduzidas segundo BdP

Publicado em 3 Maio 2022 | 277 Visualizações

Pagamentos digitais

Nos primeiros seis meses do ano passado foram registadas pelo Banco de Portugal 200 mil operações fraudulentas. O valor associado a estas operações foi de 14 milhões de euros, adiantou a diretora do departamento de sistemas de pagamento da instituição, Maria Tereza Cavaco, numa conferência organizada pela entidade.

No mesmo evento, a presidente da SIBS, Madalena Cascais Tomé, revelou que o serviço SIBS Paywatch identificou um aumento de nove vezes nas fraudes ou tentativa de fraudes em 2021, com destaque para esquemas de “fake websites, phishing, vishing ou smishing”. Os dados da SIBS também revelam que uma em cada 99 mensagens de correio eletrónico é phishing. 

Voltando aos dados do BdP, e segundo a Lusa, o valor médio de cada fraude é de 66 euros e que 76% das perdas pelas fraudes ocorridas no período foram suportadas pelos prestadores de serviços. Revelam também que os meios de pagamento eletrónico deram origem a níveis de fraude “muito reduzidos” nos primeiros seis meses do ano: 0,03% nas operações com cartões, do lado da entidade emitente, para um valor médio das fraudes de 54 euros. 

Adiantam ainda que cerca de 260 em cada milhão de pagamentos realizados com cartão são fraudulentos. Nas transferências, a relação é de três operações fraudulentas em cada milhão de operações realizadas e no débito direto de duas operações em cada milhão.


Publicado em:

Atualidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados