Partilhe nas Redes Sociais

Google Cloud integra reforço de peso com a compra a Mandiant por 5,4 mil milhões de dólares

Publicado em 9 Março 2022 | 617 Visualizações

A Google anunciou a aquisição da Mandiant, uma consultora de cibersegurança cuja oferta vai reforçar o pacote de serviços e soluções cloud da gigante do software no mercado empresarial. Pelo negócio a Google vai pagar 5,4 mil milhões de dólares e garante acesso privilegiado a tecnologia e know-how que a concorrente Microsoft, alegadamente, também tinha interesse em adquirir. 

A Mandiant é conhecida sobretudo pelos seus serviços forenses, que ajudam a seguir o rasto de ciberataques e a identificar muitas vezes também a sua origem. A empresa tem trabalhado de perto com o governo dos Estados Unidos e foi uma das primeiras a divulgar relatórios com provas de ciberataques orquestrados por países como a China, contra os norte-americanos. A oferta da companhia também se estende a soluções de resposta a incidentes ou serviços de testes a redes empresariais. 

“A marca Mandiant é sinónimo de insights sem igual para organizações que procuram manter-se seguras num ambiente em constante mudança”, sublinhou Thomas Kurian, CEO do Google Cloud, a propósito do negócio. “Esta é uma oportunidade para fornecer uma suite de segurança end-to-end e fazer crescer uma das melhores empresas mundiais de  consultoria”, acrescentou.

Em comunicado, a Google também explicou que o novo ativo complementa a oferta Google Cloud e recorda que a plataforma já disponibiliza um conjunto de recursos valiosos na área da segurança, como o BeyondCorp Enterprise for Zero Trust e o VirusTotal, para bloquear conteúdo malicioso e identificar vulnerabilidades de software. 

Há outras soluções de segurança de terceiros já integradas na cloud da Google e recursos da própria empresa, como os serviços do Security Command Center, que ajudam as empresas a detetar e a protegerem-se contra ciberameaças. 

A Google partilhou no ano passado num encontro na Casa Branca que, ao longo dos próximos cinco anos, pretende investir 10 mil milhões de dólares em cibersegurança. Concorrentes como a Microsoft têm planos ainda mais ambiciosos, prevendo investir cerca do dobro. Os analistas acreditam que várias outras aquisições vão, por isso, ser também notícia nos próximos tempos. 


Publicado em:

Negócios

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados