Partilhe nas Redes Sociais

PUB

GMV: Innovating solutions in Cybersecurity

Google alvo de críticas após escândalo sobre políticas de diversidade na empresa

Publicado em 8 Agosto 2017 por Ntech.news - Rui da Rocha Ferreira | 124 Visualizações

Google James Damore

James Damore tornou-se nos últimos dias numa figura em destaque em Silicon Valley e especialmente dentro da Google. O engenheiro da tecnológica norte-americana escreveu um documento de dez páginas onde critica a estratégia e os esforços de diversidade da empresa. A questão é que alguns argumentos usados nessa crítica têm por base ideias discriminatórias, como a alegação de que os homens têm uma maior predisposição biológica do que as mulheres para trabalhar na indústria tecnológica.

O documento partilhado internamente na Google rapidamente chegou aos círculos externos da empresa e gerou uma crise para a tecnológica – crise que só se agravou nas últimas horas.

De acordo com uma notícia avançada pela Bloomberg, a Google despediu James Damore, o que levantou de imediato ondas de criticismo para a gigante de Mountain View. Em causa está o facto de alguém ter sido despedido após ter apresentado críticas à empresa, o que em certa medida pode gerar uma cultura de medo dentro das fileiras da Google.

O diretor executivo da gigante dos motores de busca, Sundar Pichai, interrompeu inclusive o seu período de férias para lidar com esta crise. O CEO enviou um memorando interno a todos os funcionários no qual parece justificar o afastamento de James Damore, mas sem se referir diretamente ao funcionário.

“Em primeiro lugar, deixem-me dizer que apoiamos fortemente o direito de os googlers se expressarem, e muito do que estava naquele documento merece um debate justo, independentemente de uma grande maioria dos googlers discordar dele”, começou por escrever Sundar Pichai, citado pelo The Verge.

“Contudo, partes daquele documento violam o nosso Código de Conduta e passou o limite ao trazer estereótipos de género danosos para o nosso ambiente de trabalho. (…) Sugerir que um grupo dos nossos colegas tem traços que os tornam biologicamente menos talhados para o seu trabalho é ofensivo e não está correto”.

Segundo o Código de Conduta da Google, todos os funcionários devem contribuir para um ambiente de trabalho que é livre de assédio, intimidação, ideias pré-concebidas e discriminação.

Segundo a imprensa especializada, James Damore não está sozinho nas críticas apresentadas, havendo mais pessoas na Google que discordam das políticas de diversidade que a empresa tem implementado.

O documento escrito por James Damore foi revelado na íntegra pela publicação Gizmodo e começa com o autor a dizer que valoriza a diversidade e a inclusão, argumentando ainda que não apoia o uso de estereótipos. No texto enviado aos seus colegas, o engenheiro sénior da tecnológica defende que a Google não devia ter programas específicos para ajudar pessoas de minorias a integrarem a empresa, devendo antes apostar numa maior diversidade e igualdade ideológica.


Publicado em:

Atualidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados