Partilhe nas Redes Sociais

Google quer ensinar 3 mil portugueses a programar no Android até final do ano

Publicado em 14 Março 2019 | 421 Visualizações

A Google apresentou esta quinta-feira em Carcavelos um programa de formação em Android, que apresenta como «pioneiro na Europa». Através da iniciativa, espera-se que 3.000 portugueses aprendam a programar em Android até final do ano.

A iniciativa chama-se Android Training Program e vai envolver cinco universidades parceiras. Os primeiros a receber formação serão professores destas universidades, que ficarão depois responsáveis por «passar palavra» e apoiar os estudantes que se inscreverem num dos três cursos de programação em Android que a Google vai disponibilizar na plataforma Udacity.

Os três cursos previstos na iniciativa são o Android Basics; Developing Android Apps; e Build Native Mobile Apps with Flutter. Todos os cursos têm uma duração de 60 horas. O primeiro é de nível básico e os outros dois de nível intermédio.    

As universidades envolvidas no projeto são a Universidade de Lisboa e do Porto e os politécnicos de Setúbal, Leiria e Cávado e Ave. Estas universidades vão ainda receber codelabs “para introduzir os alunos ao Android Training Program e iniciá-los já em alguns cursos de nível básico e intermédio”, explica a Google.

O projeto conta ainda com a parceria da Beta-i, que tem a cargo a organização das formações.

GEN10S vai ensinar mais 6 mil crianças a programar  

A Google mantém em curso outras iniciativas locais, como o projeto Atelier Digital, que nos últimos dois anos formou 50 mil portugueses em competências digitais, ou o GEN10S, que na edição de estreia, em 2018, formou 4 mil crianças do 5º e 6º ano e 500 professores em programação, através do Scratch. A iniciativa repete-se em 2019, com o objetivo de formar 6 mil crianças em 20 meses, adiantou a empresa.   

O Android Training Program integra um projeto europeu mais abrangente, o Grow With Google, através do qual a Google se compromete a ajudar um milhão de europeus a encontrar um emprego, ou a fazer crescer os seus negócios até 2020.

«Com as iniciativas do Grow with Google queremos contribuir para que o maior número possível de portugueses tenham as melhores ferramentas de formação para melhorar as suas competências, carreiras e negócios numa economia cada vez mais digital»  explica Helena Martins, responsável de políticas públicas da Google Portugal

A Google sublinha que só na Europa há hoje mais de 1,6 milhões de empregos relacionados com programação de aplicações, muitos estão ligados ao ecossistema Android que suporta 2 mil milhões de dispositivos ativos em todo o mundo. Em Portugal, a Google garante que é indiretamente responsável por 10 mil empregos na área da formação, segundo dados de um estudo encomendado ao Boston Consulting Group.

Em declaração ao Ntech.news, a empresa justifica a aposta em Portugal e neste novo programa com números e sublinha o facto de no país existir um gap digital de 3,3% no PIB, em comparação com outros países da região. «Isto mostra que há espaço para acelerar a economia digital no país e acreditamos na capacidade de Portugal para se tornar num hub digital importante na Europa».


Publicado em:

Mobilidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados