Partilhe nas Redes Sociais

Grupo espanhol Altia adquire 100% da Noesis

Publicado em 18 Dezembro 2019 | 319 Visualizações

A tecnológica portuguesa Noesis vai passar a integrar o grupo espanhol Altia, num negócio que pretende criar um dos grupos ibéricos com maior projeção no mercado e oportunidades de parte a parte para expandir cobertura geográfica e portefólio de soluções, adianta-se. 

Nos termos do acordo, a Altia adquire 100% do capital da Noesis e de todas as filiais da empresa, por 14 milhões de euros, conforme divulgado pelo grupo espanhol. Para já, as duas operações vão continuar a funcionar autonomamente. No entanto, as companhias admitem que vão começar a «trabalhar desde já para a integração das áreas da oferta comercial e dos processos chave».

«O acordo agora estabelecido irá permitir-nos abrir as portas do mercado das principais empresas espanholas, ao mesmo tempo que irá acelerar a nossa estratégia de expansão internacional», justifica Eduardo Vilaça, sócio fundador e chairman de Noesis

A Noesis está no mercado há mais de duas décadas. Integra 900 colaboradores e especializou-se no desenvolvimento de aplicações low code, quality assurance, soluções Agile e data analytics.

A consultora tem atualmente operações em Portugal (Lisboa, Porto e Coimbra), Países Baixos, Irlanda, Brasil e Estados Unidos, somando mais de 300 clientes, onde se incluem as principais empresas portuguesas do setor das telecomunicações, banca e retalho. 

A Altia é uma empresa cotada na bolsa de Madrid, também com mais de duas décadas de existência. Fornece serviços de consultoria, desenvolvimentos integrais e soluções avançadas de tecnologia. 

A nova dona da Noesis integra mais de 1.000 profissionais e cerca de meio milhar de clientes em Espanha, na Europa e na América do Sul. Em 2018 alcançou uma faturação de 69,3 milhões de euros, num crescimento de 7,1% face ao período homólogo.

Eduardo Vilaça, co-fundador e chairman da Noesis falou entretanto com o Ntech.news para fornecer mais detalhes sobre o negócio, informação que pode ler aqui.


Publicado em:

Atualidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados