Partilhe nas Redes Sociais

IBM e ABB juntam soluções cognitivas para a indústria

Publicado em 28 Abril 2017 por Ana Rita Guerra | 1086 Visualizações

As capacidades cognitivas do supercomputador Watson para a Internet das Coisas serão combinadas com a plataforma para a indústria ABB Ability. É o resultado de uma parceria estratégica entre a IBM e a ABB, que visa levar computação cognitiva para vários segmentos industriais, desde transportes e infraestruturas a utilities. A ideia é complementar o portfólio de soluções digitais da ABB com a inteligência artificial e machine learning da IBM.

Ulrich Spiesshofer, CEO da ABB, classificou a colaboração como capaz de abrir as portas ao «próximo nível» de tecnologia industrial. O executivo considera que as duas empresas poderão ir além da simples recolha de dados dos sistemas conectados e dotar as operações industriais da capacidade de usar dados para analisar e pôr em prática ações que aumentam o tempo de atividade e a rentabilidade para os clientes industriais. «Com uma base instalada de 70 milhões de dispositivos conectados, 70 mil sistemas de controlo digital e 6 mil soluções de software empresariais, a ABB é uma líder de confiança no campo industrial, que conta já com uma história de quatro décadas na criação de soluções digitais», congratulou-se o executivo.  Spiesshofer sublinhou o papel da IBM na área de inteligência artificial e computação cognitiva, referindo que as duas «vão criar soluções inovadoras para que os clientes possam beneficiar da Quarta Revolução Industrial.»

As duas primeiras soluções resultantes desta parceria, baseadas no ABB Ability e no IBM Watson, vão disponibilizar conhecimento cognitivo em tempo real para fábricas e redes inteligentes. Por exemplo, o Watson irá ajudar a encontrar defeitos através de imagens da produção que são capturadas através dos sistemas ABB, através do IBM Watson IoT for Manufacturing. A solução irá alertar o fabricante sobre falhas críticas na qualidade da montagem, não visíveis ao olho humano. «Ao potenciar a capacidade dos conhecimentos cognitivos do IBM Watson em tempo real diretamente nas fábricas, combinado com a tecnologia de automação industrial da ABB, as empresas estarão mais preparadas para o aumento do volume que flui das suas linhas de produção ao mesmo tempo que melhoram a precisão e a consistência, e ajuda a evitar recolhas dispendiosas de produtos e danos na reputação da marca», referem as tecnológicas.

Outro dos exemplos é a aplicação do Watson na previsão de padrões de fornecimento na geração e procura de eletricidade a partir de dados históricos e meteorológicos. A IBM comprou a The Weather Company no ano passado precisamente com os olhos postos na riqueza de dados e o que eles permitem fazer. Estas previsões irão ajudar as utilities a otimizarem a operação e manutenção das redes inteligentes. Previsões de temperatura, sol e velocidade do vento vão ser usadas para estimar a procura de consumo, e isto permitirá às utilities determinar a carga ideal e definir preços em tempo real.

«Esta importante colaboração com a ABB vai permitir que o IBM Watson tenha aplicações industriais mais aprofundadas – da produção, utilities, transporte e muitos outros»,  argumenta a CEO da IBM, Ginni Rometty. Segundo ela, os dados gerados de produtos, instalações e sistemas de empresas industriais são «muito importantes para criar avanços exponenciais em inovação, eficiência e segurança. Só com as grandes capacidades cognitivas do Watson e o nosso suporte único à plataforma para indústrias poderemos tornar este vasto recurso em valor, com confiança».  A executiva diz estar muito entusiasmada por iniciar a parceria «nesta nova era industrial».

 


Publicado em:

Atualidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados