Partilhe nas Redes Sociais

Maioria das empresas não sabe definir digitalização

Publicado em 22 Março 2017 | 1377 Visualizações

Um estudo da Talentia Software e da Fundación Personas y Empresas sobre a digitalização nos departamentos de Recursos Humanos chegou a uma conclusão peculiar: a maioria das empresas não sabe definir o que é a digitalização.

Segundo o relatório, as empresas inquiridas – em sectores que vão desde a alimentação à hotelaria, energia e indústria – entendem a digitalização como «automatização, o uso de novas tecnologias, um grande banco de dados, instrumentos e eliminação do papel, e não compreendem o verdadeiro significado da palavra em si».

Isto apesar de existir interesse por parte das empresas e dos seus colaboradores em entrar na era da digitalização do departamento de Recursos Humanos; o problema é que muitos diretores limitam-se a analisar os orçamentos do lado dos custos e não ponderam o investimento e digitalização.

«A transformação digital não vem tanto da implementação de novas tecnologias, mas da transformação da organização, aproveitando as possibilidades oferecidas pelas novas tecnologias digitais», comenta Cláudia Padinha, responsável de vendas da Talentia Software em Portugal. As conclusões do estudo agora apresentado evidenciam que os departamentos de RH das empresas, de uma forma geral, não são devidamente reconhecidos pelas administrações e por isso, a responsável acredita que existe ainda um caminho a percorrer também na otimização digital das empresas.

Cerca de 45% dos inquiridos consideram que a cultura da sua empresa potencia a digitalização, mas a maioria não a implementa totalmente no dia a dia. Por outro lado, um grande número de empresas considera ser muito baixo o seu nível de digitalização e apenas 23% identifica ter algum nível de digitalização. Inserem-se neste último nível as empresas que assumem conseguir estabelecer serviço, produtos e ferramentas que utilizem a digitalização e que possam estabelecer correlações e previsões futuras.

A maior parte das empresas reconhece não ter totalmente identificadas as capacidades ou competências digitais dos colaboradores. Apenas quase 10% afirmam dispor dessas funções.

Quanto à integração de dados de sistemas diferentes – desempenho, remuneração, recrutamento,  compromisso, 45% das empresas afirmam que ela existe.

Um ponto interessante é que não existem muitas empresas com muitos colaboradores no departamento de recursos humanos: 33% têm menos de 3 pessoas e, em média, são sempre menos de seis. O estudo refere que 61% contrata a gestão de RH em regime de outsourcing.

As empresas inquiridas totalizam 290 mil trabalhadores.

 


Publicado em:

Atualidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados