Partilhe nas Redes Sociais

Meo Sudoeste: o festival também se faz de tecnologia

Publicado em 14 Agosto 2018 por Claudia Sargento | 359 Visualizações

Quem se desloca à Herdade da Casa Branca vai em busca de muita e boa música mas a verdade é que o Meo Sudoeste também se faz de tecnologia. Desde os primeiros dias em que os festivaleiros começaram a acampar na zona da Zambujeira do Mar, o festival apresentou números que atestam a relevância que as novas tecnologias e as redes sociais têm vindo a assumir na dinâmica dos grandes eventos musicais.

Na realidade, desde o dia 4 de agosto e até ao final do festival, foram iniciadas 2,6 milhões de sessões únicas na rede WiFi da Altice Portugal no Meo Sudoeste, tendo estas sido responsáveis por um tráfego total de 11 terabytes de dados, ou seja o equivalente a 142 mil horas de vídeo em 4K.

Ao longo dos dias, os festivaleiros partilham as suas experiências na Internet, via Facebook, Instagram ou Twitter, marcando a 22.ª edição do  festival de forma claramente tecnológica. Destaque para os mais de 4,7 milhões de vídeo views dos mais de 900 conteúdos produzidos especialmente para o  MSW e as mais de 287 mil interações com referência ao festival em todas as plataformas.

Também os números de baterias carregadas não param de crescer atingindo os 114 mil carregamentos nos pontos de carga que o Meo tem disponíveis no recinto principal e na área de campismo. Foram ainda processados 265 mil SMS e 428 mil chamadas.

E como minuto a minuto são partilhados milhares de dados, seja em fotos, vídeos, live streams ou comentários nos perfis das redes sociais dos festivaleiros, a Altice Portugal reforçou este ano as infraestruturas do Meo Sudoeste com mais 138 Kms de fibra e adicionou 70 novas células 2G, 3G e 4G, para garantir a total operacionalidade das várias redes Meo disponíveis no recinto.


Publicado em:

Mobilidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados