Partilhe nas Redes Sociais

Microsoft lança novas ferramentas de migração para nuvem híbrida

Publicado em 17 Abril 2017 | 1313 Visualizações

Microsoft anunciou a disponibilização de três novas ferramentas para ajudar as empresas a migrarem mais rapidamente e com melhores níveis de eficiência para a nuvem híbrida. O diretor geral de marketing da plataforma cloud da Microsoft, Mike Schutz, explicou como vão funcionar as novas ferramentas de migração Azure.

«A maioria dos clientes com quem falamos está a usar uma abordagem de cloud híbrida para tirarem partido da nuvem com as suas aplicações e infraestruturas existentes», escreveu o responsável numa publicação no blogue corporativo do Azure. O planeamento da migração deve ser cuidadoso, avisa, e é por isso que a empresa está a oferecer recursos que ajudem no processo.

O primeiro é uma análise detalhada das necessidades de migração do cliente, Cloud Migration Assessment: ajuda a descobrir os servidores no ambiente TI, analisar as suas configurações e conceber um relatório detalhado que inclui dados de custo-benefício na migração para Azure.

A segunda ferramenta é a Azure Hybrid Use Benefit, que pode ser ativada no portal de gestão Azure e promete simplificar o caminho para a nuvem. A Microsoft indica que esta ferramenta pode significar poupanças de 40% nas licenças Windows Server, incluindo software assurance.

A última ferramenta é a Azure Site Recovery, que pode ser usada para migrar máquinas virtuais para Azure. É uma «excelente forma» de transitar aplicações, indica Schutz, quer estas corram em Amazon Web Services, Hyper-V ou servidores físicos.

«Com Azure, você recebe capacidades híbridas consistentes em ambientes cloud e on-premises, e a flexibilidade de escolher a localização ótima para cada aplicação, com base nos requisitos de negócio e com redução da complexidade na migração para a nuvem», sublinha o responsável. A migração de máquinas virtuais para a nuvem é, muitas vezes, os primeiros passos que as empresas tomam quando decidem adotar uma estratégia cloud, por isso é aqui que a Microsoft quer aliciá-las.

 


Publicado em:

Atualidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados