Partilhe nas Redes Sociais

PUB

GMV: Innovating solutions in Cybersecurity

Millennium bcp implementa Symetria da Novabase

Publicado em 25 Julho 2017 por Ntech.news - Ana Rita Guerra | 246 Visualizações

Symetria Novabase

O Millennium bcp é a mais recente instituição financeira a implementar a soluções de reporting regulatório da Novabase, Symetria. Esta ferramenta permite reportar à nova Central de Responsabilidades de Crédito do Banco de Portugal e responde às exigências do Analytical Credit Dataset (AnaCredit). Trata-se de uma base de dados com informação detalhada a nível individual sobre empréstimos bancários na zona Euro e que está de acordo com os critérios funcionais definidos pelo Banco Central Europeu.

«Face às obrigações a que vamos estar sujeitos pelo Banco de Portugal, no contexto do AnaCredit, acreditamos que esta é a solução que mais se adequa às nossas necessidades», comentou Rui Costa, responsável pela área de Arquitetura Técnica do Millennium bcp. O executivo salientou o facto de esta ser uma solução otimizada para o negócio, em conformidade com os critérios determinados pelo Banco Central Europeu.

O Millenium bcp é a terceira instituição a aderir à Symetria, depois da Cofidis e do Banco CTT. A solução tem como objetivo simplificar as obrigações de reporte e conformidade, o que assegura o cumprimento das obrigações do quadro regulatório da Central de Risco de Crédito do Banco de Portugal (compatível com o AnaCredit). Por outro lado, fornece ferramentas de análise e gestão de risco, o que terá benefícios no crescimento do negócio.

Afonso Mota, diretor executivo na Novabase, refere que tanto os reguladores bancários como os mercados financeiros estão mais empenhados em melhorar os níveis de transparência dos sistemas financeiros, o que se reflete no reporte de dados. Isto é visível sobretudo na Europa, que lidera a tendência para apertar as regulações dos mercados. «Estamos naturalmente atentos a estas preocupações, razão pela qual desenvolvemos o Symetria, que permite facilidade de integração, visão integrada da informação, agilidade, segurança e auditoria completa», conclui Afonso Mota.


Publicado em:

Projetos

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados