Partilhe nas Redes Sociais

Negócio internacional pesa menos nos 9 milhões da PHC

Publicado em 17 Março 2016 | 1024 Visualizações

As vendas totais da PHC superaram os 9 milhões em 2015. De acordo com a empresa, registou-se um crescimento de 12% no volume de vendas, porém a abordagem ao mercado internacional, que em 2014 rendeu 8% do volume de negócios, foi mais contida em 2015, com o peso a descer para os 5%. Poderá atribuir-se este decréscimo à contração da economia local Angolana, onde a empresa atuava fortemente. Por outro lado, Ricardo Parreira, diretor-geral da empresa refere ao Ntech.news que o mercado de Moçambique teve um ligeiro crescimento, enquanto em Espanha e no Reino Unido a situação manteve-se estabilizada.

 

O mesmo responsável conformou o interessa da PHC em expandir na América Latina, tendo escolhido o Peru como porta de entrada. «O Peru está a correr bem e já contamos com parceiros certificados pela PHC. Tem sido muito interessante. Nos nossos planos está a expansão para dois mercados promissores e que temos vindo a estudar que são a Colômbia e o Chile», assume Ricardo Parreira.

 

Questionado quanto à estratégia de competitividade que fomentam além-fronteiras, o responsável explica que para se manterem neste mercado altamente concorrencial construíram uma «cultura de equipas motivadas e empenhadas em trazer constantemente soluções melhores».

 

A equipa da PHC cresceu 7% no último ano, contando atualmente com 174 pessoas em Portugal, Espanha, Angola e Moçambique. Cerca de 43% dos seus colaboradores estão dedicados à prática de Investigação e Desenvolvimento, área à qual tem dedicado um investimento na ordem dos 1,623 milhões de euros.

 

Relativamente à segmentação de produtos, em 2015 destacou-se o crescimento nas áreas do retalho, da indústria e em todo o mercado de médias empresas. Para este ano, Ricardo Parreira disse ao Ntech.news que o foco passa pelos setores do retalho e da indústria, onde as soluções PHC têm uma aceitação muito grande por parte dos utilizadores. «Queremos continuar o crescimento das nossas soluções cloud e Web, onde acreditamos que está o futuro do software, bem como introduzir o nosso novo produto de ecommerce para microempresas», avança o responsável.


Publicado em:

Negócios

Etiquetado:

ERPGestãonegócioPHC

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados