Partilhe nas Redes Sociais

Noesis bate recorde de faturação

Publicado em 4 Abril 2018 por Ntech.news - Ana Rita Guerra | 887 Visualizações

A consultora portuguesa Noesis atingiu em 2017 o seu maior volume de negócios de sempre, crescendo 11% para 31,5 milhões de euros. A empresa conta repetir o feito em 2018 e tem planos de expansão dos seus quadros, prevendo a contratação de mais 100 trabalhadores ao longo do ano. Neste momento, a Noesis tem 700 funcionários espalhados por três escritórios em Portugal (Lisboa, Porto e Coimbra) e quatro fora de portas – Bélgica, Brasil, Irlanda, Holanda e Estados Unidos da América.

A estratégia de investimento nos mercados internacionais foi a grande responsável pelo crescimento, já que no ano passado estas operações pesaram 7 milhões de euros, isto é, mais de metade do total de faturação.

O exemplo mais recente é a aposta nos Estados Unidos, com a abertura de um escritório em Boston no mês passado. A consultora tecnológica pretende alavancar a sua estreita parceria com a OutSystems para endereçar esta região, cujo potencial de negócios considera ser elevado. A Noesis também destaca o investimento na operação em Roterdão (Holanda), que também está a dar frutos.

Entre as áreas que mais cresceram em 2017 está a de Serviços de Infraestrutura, com foco nos serviços de Automação, Nuvem e Proteção de Dados. Por outro lado, a Noesis consolidou os investimentos feitos no Centre of Development, que opera em regime off-site e suporta o negócio internacional em modelos de nearshore ou offshore. O centro integra especialistas em OutSystems, Móvel, Portais e Gestão de Qualidade.

Em 2018, o CEO Alexandre Rosa promete um foco na Transformação Digital, que afirma estar a mudar «todos os negócios», independentemente do sector. O executivo sublinha a importância de questões como a experiência do cliente, Big Data e analítica, automação, process mining e cibersegurança, que estão no tipo das prioridades dos clientes.

«Este ano, temos como objetivo continuar o caminho que definimos para a Noesis, ou seja, expandir a oferta de soluções para os nossos clientes, reforçar o investimento em inovação e continuar a aposta de crescimento nos mercados internacionais», resume o executivo. O plano de negócios prevê um crescimento na ordem dos 11% também este ano. Conta ainda reforçar o investimento nas áreas que considera prioritárias: inovação da oferta, estabelecimento de novas parcerias e presença internacional.

 


Publicado em:

Negócios

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados