Partilhe nas Redes Sociais

Oracle coloca-se na nuvem com novos serviços e dinamiza IoT

Publicado em 24 Fevereiro 2017 | 714 Visualizações

Os dados são um ativo fundamental para as empresas, e à medida que são transferidos para a nuvem é mais difícil dar as informações certas às pessoas certas. O novo serviço da Oracle quer tornar esse processo mais ágil e reduzir tanto o risco como os custos, sendo uma tecnologia não proprietária que movimenta dados entre sistemas Oracle e não Oracle, aplicações e outras fontes.

Chama-se Oracle Data Integrator Cloud e tem como objetivo  simplificar e acelerar a integração de dados entre as empresas, de modo a suportar analítica em tempo real e gerar melhores decisões de negócio.

Para serem eficientes e ágeis, as empresas precisam de comunicação e fluxo de dados sem fronteiras entre as fontes e os alvos – dados originários da IoT, Web e aplicações de negócio, ou dados que estão alojados na nuvem ou nas instalações físicas», explica Jeff Pollock, vice-presidente de gestão de produto da Oracle. De acordo com este responsável, o produto dará aos clientes um serviço na nuvem simples e com alto desempenho, «para executar transformações de dados onde eles estão, sem programação requerida, e sem ter de copiar dados desnecessariamente».

A Internet das Coisas e o imenso fluxo de dados que ela gera são também alvo de grade atenção por parte da gigante norte-americana, que anuncia a disponibilidade de quatro novas soluções na nuvem para capitalizar a cadeia de distribuição digital: IoT Asset Monitoring Cloud, para monitorizar ativos, IoT Connected Worker Cloud, para monitorizar os empregados, IoT Fleet Monitoring Cloud, para gerir as frotas automóveis, e IoT Production Monitoring Cloud, para prever falhas de manufatura.

O intuito é oferecer às empresas a capacidade de detetarem, analisarem e responderem aos sinais de IoT e incorporarem essa visão nos recursos existentes. A Oracle quer, obviamente, acelerar a evolução deste mercado.

«O mundo está a tornar-se cada vez mais digital e a IoT é o próximo passo nessa jornada – entregando melhores experiências de utilizador e ajudando as organizações a conseguirem vantagens competitivas», sublinhou Bhagat Nainani, vice presidente do grupo de desenvolvimento IoT na tecnológica. «As aplicações Oracle IoT permitem às empresas alavancarem os dispositivos conectados e equipamentos para modernizar a cadeia de distribuição digital», completou o responsável.

Neste contexto, a Oracle defende que as organizações com ferramentas para integrarem os dados dos dispositivos nos processos e aplicações de negócio podem ganhar insights preditivos críticos e tomar ações com eficiência de custos. «As soluções IoT permitem às empresas entregarem serviços inovadores mais rapidamente e com menor risco para os seus clientes», sustenta a empresas num comunicado.

As quatro aplicações são integráveis na Oracle Supply Chain Management (SCM) Cloud.


Publicado em:

Atualidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados