Partilhe nas Redes Sociais

Oracle regressa ao crescimento com grande salto na nuvem

Publicado em 26 Junho 2017 por Ana Rita Guerra | 390 Visualizações

A Oracle está de volta ao crescimento, graças à nuvem. A tecnológica conseguiu melhores resultados que o esperado no quarto trimestre e ano fiscal de 2017, que terminou a 31 de maio, após dois anos a “encolher.” No trimestre, as receitas totais na nuvem deram um salto de 58% para 1,4 mil milhões de dólares – entre software como serviço (SaaS), plataforma como serviço (PaaS) e infraestrutura como serviço (IaaS). O mercado reagiu bem aos resultados, que superaram as expectativas dos analistas e confirmam um grande aumento da procura pelas soluções cloud da empresa.

Com lucros anuais de 9,3 mil milhões e receitas de 37,7 mil milhões, uma crescimento de 2%, o co-CEO da Oracle, Safra Catz, sublinhou a força que a empresa ganhou no último exercício.

«Estamos a assistir a uma rápida adoção da Oracle Cloud, liderada pelo crescimento de 75% no negócio SaaS no quarto trimestre», disse Catz; o número que o responsável dá refere-se à contabilização non-GAAP, isto é, não conforme com os padrões de contabilidade que o mercado usa. Em termos GAAP, a subida em cloud SaaS foi de 67% – mais baixa, mas ainda assim fenomenal. «Este hiper-crescimento da nuvem está a expandir as nossas margens operacionais, e esperamos que os lucros por ação acelerem no ano fiscal de 2018».

Em 2017, as receitas de SaaS na nuvem deram um salto de 61% para 3,2 mil milhões, enquanto PaaS e IaaS na nuvem subiram 60% para 4,6 mil milhões. O total de receitas de software, tanto na nuvem como on-premises, subiu 4% para 30,2 mil milhões

O outro CEO, Mark Hurd, apontou para o facto de a Oracle ter ultrapassado pela primeira vez mil milhões de receitas SaaS no trimestre. «O próximo ano será ainda melhor», garantiu. “Esperamos vender muito mais que 2 mil milhões de ARR na nuvem [receitas recorrentes] em 2018.

O icónico chairman da tecnológica, Larry Ellison, também se mostrou satisfeito. A operadora norte-americana AT&T está a migrar milhares de bases de dados para a Oracle Cloud e o executivo antecipa que mais grandes empresas farão o mesmo. «Estas migrações de larga escala vão aumentar de forma dramática o tamanho dos nossos negócios PaaS e IaaS na nuvem».

 


Publicado em:

Negócios

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados