Partilhe nas Redes Sociais

Planetiers abre inscrições para marketplace amigo do ambiente

Publicado em 21 Fevereiro 2017 | 3160 Visualizações

A Planetiers vai dar mais um passo na sua estratégia de negócio, com a abertura oficial do seu marketplace a empresas e comerciantes que atuem nas áreas da energia e ambiente. Criada por Sérgio Ribeiro e Carlos Carvalho, a startup pretende criar um agregador de empresas com ofertas amigas do ambiente, que facilite a pesquisa e identificação de soluções sustentáveis.

«O marketplace para a sustentabilidade está construído e pronto para receber o conteúdo das empresas (multinacionais, PME e startups), seja produtos ou propostas de serviços que permitem ao consumidor final ter um impacto positivo no planeta ou uma pegada ecológica menor», explica ao Ntech.news o cofundador e CEO da Planetiers, Sérgio Ribeiro. Outra vertente do portal será a divulgação de notícias, eventos e iniciativas que as empresas tenham na área ambiental e da sustentabilidade.

A data de lançamento ainda não foi anunciada, devido às negociações que decorrem com marcas e potenciais patrocinadores, mas o responsável acredita que tal processo estará concluído «em breve». O objetivo é ter soluções disponíveis na plataforma que permitam a qualquer pessoa decorar e preencher toda a sua casa com produtos e sistemas sustentáveis. A plataforma também irá oferecer um jogo, no qual o utilizador pode criar o seu próprio planeta e decidir como as espécies evoluem, podendo competir com outros jogadores na comunidade.

De acordo com Sérgio Ribeiro, a ambição deste projeto não é apenas nacional. A Planetiers já tinha sido contatada por incubadoras e aceleradoras na Europa e Estados Unidos, numa altura em que o projeto estava numa fase incipiente. Agora, com a primeira versão finalizada e pronta para o mercado, o CEO acredita que «ainda este ano» seja possível preparar esse salto.

Em causa está um mercado gigantesco. Segundo a Comissão Europeia, o mercado global de bens e serviços com baixa pegada ambiental vale 4,2 biliões de euros, sendo que 26% dos cidadãos europeus compram este tipo de produtos regularmente. Há mais de 400 etiquetas ambientais para diferentes produtos e serviços em todo o mundo.

Em Portugal, a Planetiers tem parcerias com a Startup Lisboa, Movin, APDC, Câmara Municipal de Lisboa, Município de Guimarães, Running Wonders EDP, Laboratório da Paisagem de Guimarães e Nobrinde. «Já estamos numa fase avançada de conversações com grandes empresas que vão permitir impulsionar o marketplace de forma muito impactante», revela o CEO. Estão ainda a ser negociadas iniciativas de educação ambiental e mobilidade elétrica com municípios, universidades e outras organizações, que esperam anunciar brevemente.

O feedback que os criadores estão a receber antes mesmo do lançamento tem sido interessante. Os projetos potenciais «têm sido muito bons para validar a premissa de que falta uma plataforma de referência para quem procura soluções mais sustentáveis para o planeta», refere o responsável.

Durante 2017, a ideia não é apenas lançar a plataforma, mas conseguir uma afirmação no mercado. Algo que Sérgio Ribeiro considera possível, tendo em conta a posição promissora em que a Planetiers se encontra em termos de parceiros e padrinhos do projeto. «Queremos ser a referência das soluções e da inovação sustentável», afirma. Para isso, o CEO diz ser necessário ter os parceiros certos, «que se identificam com o nosso perfil e que serão cruciais para trabalharmos em conjunto por um mercado com mais soluções ambientais e uma maior promoção».

O registo das empresas interessadas pode ser feito a partir de amanhã,  22 de fevereiro, nesta ligação


Publicado em:

Startups

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados