Partilhe nas Redes Sociais

Portugal capta 73,4 milhões de euros para I&D através do Horizonte Europa 

Publicado em 26 Agosto 2022 | 329 Visualizações

Os mais recentes resultados dos concursos realizados ao abrigo do programa Horizonte Europa revelam que as entidades portuguesas conseguiram captar mais 73,4 milhões de euros para projetos de investigação e inovação. Estão a ser financiados 124 projetos, através destes concursos do mais recente programa-quadro europeu de apoio à I&D, onde participam entidades portuguesas em áreas como o digital, indústria e espaço, bioeconomia, criatividade, agricultura e ambiente, entre outras. Destes, 18 projetos têm coordenação nacional.

As empresas e entidades de I&D nacionais integram projetos de sistemas inteligentes para promoção da literacia, comunidades inclusivas, segurança civil e cibersegurança, tecnologias quânticas e sistemas 6G.

Um dos projetos com representação nacional no cluster 4, dedicado ao Digital, Indústria e Espaço, é o projeto QIA (Quantum Internet Alliance), com um financiamento de 24 milhões de euros. Vai apoiar a primeira fase de implementação de uma aliança para a internet quântica e conta com a participação da Associação Portuguese Quantum Institute.

Na mesma área, destaque também para o projeto Hexa-X-II, onde participa a Ubiwhere, que angariou um financiamento na ordem dos 24 milhões de euros, para a investigação em sistemas e plataformas 6G. 

Dados divulgados pela Agência Nacional de Inovação mostram que, para os concursos lançados no Horizonte Europa, foram apresentadas 756 propostas de entidades portuguesas, para uma taxa média de sucesso de 17,6%, que fica acima da média europeia de 14,8%. No total participam nestas projetos 152 entidades portuguesas. 

«Estes resultados confirmam a boa performance portuguesa no Horizonte Europa. Das 152 entidades que angariaram financiamento, 12 receberam pela primeira vez financiamento em programas de apoio europeus», sublinha Joana Mendonça, presidente da ANI. «Isto significa que estamos a conseguir diversificar a nossa participação e a aumentar a nossa competitividade nestes programas», acrescenta ainda a responsável. 


Publicado em:

Atualidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados