Partilhe nas Redes Sociais

PUB

Portugal lidera projeto europeu de eficiência energética

Publicado em 12 Fevereiro 2018 por Ntech-news - Ana Rita Guerra | 306 Visualizações

Desenvolver aplicações móveis que ajudem as pessoas a mudarem os seus comportamentos energéticos é o grande propósito do FEEdBack, um projeto europeu orçado em 2,3 milhões de euros que Portugal irá liderar através do INESC TEC – Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência. O financiamento vem do programa de investigação e inovação da Comissão Europeia Horizonte 2020.

O projeto terá três áreas de demonstração e uma delas será em Portugal, no INESC TEC, além de vários edifícios no Município de El Prat, em Barcelona e numa zona residencial localizada em Lippe, Alemanha. Os outros países participantes são Holanda, Suíça, Reino Unido e Dinamarca, com oito instituições que estão a trabalhar para promover mudanças comportamentais. E o método será uma plataforma de gamificação.

Filipe Joel Soares, investigador sénior do Centro de Sistemas de Energia do INESC TEC e responsável pelo projeto, explica a ideia. «Estamos a trabalhar numa aplicação móvel, cuja interface será interativa e amigável, para motivar uma utilização mais eficiente da energia através de mensagens personalizadas e competição entre pares.» A aplicação vai incluir jogos e questionários relacionados com decisões de consumo energético no dia a dia, com acesso a painéis de jogo onde os utilizadores poderão comparar o seu desempenho com o das outras pessoas e partilhá-lo nas redes sociais.

No fundo, a aplicação pretende ajudar as pessoas a fazerem pequenas alterações nos hábitos diários que resultem em poupanças energéticas e financeiras, tanto em casa como nos locais de trabalho.

O FEEdBACK abrangerá também campanhas de sensibilização nas redes sociais e no website no projeto nos países do consórcio. As instituições participantes são, além do INESC TEC, a  Technische Universiteit Delft (Holanda), École Polytechnique Federale de Lausanne (Suíça), Dexma Sensors (Espanha), Limetools (Reino Unido), In-Jet (Dinamarca), Kreis Lippe Der Landrat (Alemanha) e Estudi Ramon Folch I Associats (Espanha).


Publicado em:

Mobilidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados