Partilhe nas Redes Sociais

Proteção civil vai adotar sistema de alertas mais rápido e eficaz que o SMS

Publicado em 16 Março 2023 | 463 Visualizações

Portugal vai passar a contar com um novo sistema de alerta de eventos adversos à população, que tem por base uma tecnologia que também se difunde pela rede móvel, mas que é mais rápida e mais eficaz que os SMS, atualmente usados. 

O sistema identificado como cell broadcast permite o envio de alertas de emergência para todas as redes móveis e não causa saturação na rede móvel, explica-se. As mensagens são recebidas de acordo com a localização do cidadão no momento, chega aos visitantes estrangeiros de visita à região afetada, no idioma desejado, e quase em tempo real (4 a 10 segundos).

A medida foi publicada na passada quarta-feira, 15 de março, em Diário da República, numa portaria que explica esta tecnologia de difusão celular como um sistema que permite o envio de alerta de emergência para milhares de utilizadores em simultâneo e em poucos segundos, detalha a Lusa. 

Para preparar a adoção do novo sistema, as três entidades devem entregar ao Governo, até junho, um relatório com as conclusões de um conjunto de trabalhos e propostas formuladas. ANEPC, SGMAI e ANACOM vão ter de identificar os constrangimentos associados à implementação do novo sistema e propor medidas para os resolver. 

Terão igualmente de determinar as atualizações tecnológicas necessárias para a mudança, avaliar a necessidade de alteração do enquadramento legal e apresentar as ações a desenvolver para o processo de implementação, bem como estimar o investimento necessário.

O sistema de alerta à população usado pela Proteção Civil desde 2018 funciona através de SMS e é ativado cada vez que há risco iminente, causado por um fenómeno meteorológico, por exemplo. 

Na portaria agora publicada explica-se que a Estratégia Nacional para uma Proteção Civil Preventiva 2030 define que até 2027 passem a ser usadas soluções tecnológicas de elevado alcance, tendo em consideração o aumento da frequência e intensidade de fenómenos meteorológicos extremos, e a importância dos mecanismos de aviso e alerta precoce para situações de emergência.


Publicado em:

Mobilidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados