Partilhe nas Redes Sociais

PUB

Proteção contra phishing e malware na nova ferramenta gratuita da Check Point

Publicado em 1 Abril 2020 | 451 Visualizações

A pensar em quem está a trabalhar em casa por estes dias, a CheckPoint anunciou o lançamento de uma nova ferramenta de segurança de acesso gratuito, que protege contra ataques de phishing, download de software malicioso e sites perigosos. 

A solução Web Secure Free da ZoneAlarm (da CheckPoint) está acessível como uma extensão do Chrome e, uma vez instalada, «converte-se no motor de pesquisa predefinido, e graças à base de dados ThreatCloud da Check Point, que oferece informação global de ciberameaças actualizada, monitoriza os resultados de pesquisa e classifica-os segundo o seu risco potencial», explica a empresa. 

A tecnologia analisa todos os sites antes de permitir que os utilizadores introduzam informação pessoal e também alerta para tentativas de roubo de dados. Tira ainda partido da tecnologia Threat Extraction da ZoneAlarm, para monitorizar a segurança no download de documentos online ou provenientes de mensagens de email e eliminar automaticamente qualquer tipo de código suspeito ou malicioso, neste tipo de ficheiros. 

A Check Point junta à solução que acaba de lançar três recomendações, para minimizar as hipóteses de ser vítima de fraude, numa altura em que as atenções de quem navega online estão focadas no coronavírus e o número de informação sobre o tema não para de aumentar, nem as tentativas de disso tirar partido para lançar ataques. A Check Point defende que os domínios relacionados com o coronavírus têm 50% mais probabilidade de serem maliciosos. 

E aqui ficam as recomendações. São as do costume, mas nunca é demais lembrar: 

  • Ter cuidado com emails e ficheiros de remetentes desconhecidos, especialmente os que oferecem descontos e ofertas especiais.
  • Não abrir ficheiros em anexos desconhecidos, nem clicar em links que venham nos emails.
  • Fazer compras em sites webs fiáveis. Uma forma de seguir esta máxima é não carregar em links promocionais recebidos por email e pesquisar o nome do fornecedor desejado no motor de busca, seguindo para o site a partir desse link. 

Publicado em:

Atualidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados