Partilhe nas Redes Sociais

Qualcomm adquire startup do portfólio de investimentos da Bright Pixel Capital 

Publicado em 15 Junho 2022 | 37 Visualizações

A Cellwize era uma das empresas no portefólio do braço de investimento tecnológico do grupo Sonae, a Bright Pixel Capital (ex-Sonae IM). Acaba de ser adquirida pela gigante dos semicondutores e tecnologias para redes móveis Qualcomm, que com a operação quer consolidar a presença na área de Radio Access Networks (RAN) 5G. Segundo o site Calcalistech, a Qualcomm vai pagar pela startup israelita 350 milhões de dólares. O impacto da venda nas contas da Sonae não é ainda conhecido. 

A Cellwize opera na área da automação e orquestração de redes de acesso móvel, com soluções que prometem ajudar a Qualcomm a reforçar a oferta na área das infraestruturas 5G, nomeadamente na implementação, automação e gestão de software de redes móveis de quinta geração. 

O investimento da capital de risco portuguesa na Cellwize foi feito em 2019, seis anos depois da fundação da empresa, que conta com clientes na Europa, América do Norte e Ásia. Realizou-se numa altura em que o 5G ainda estava a dar os primeiros passos, um momento bem diferente do atual, onde o ritmo de expansão e adoção da tecnologia avança a grande velocidade.  

«As operadoras móveis globais e as empresas privadas estão a instalar redes 5G a um ritmo sem precedentes, com o objetivo de ligar tudo e todos à cloud», admite Durga Malladi, vice-presidente sénior e diretor-geral de modems e infraestruturas celulares da Qualcomm Technologies.

«Ao juntar as melhores tecnologias de automação de RAN da Cellwize, a Qualcomm Technologies reforça a sua capacidade de impulsionar o desenvolvimento da rede 5G – acelerando a adoção global da RAN aberta, a inovação da infraestrutura móvel baseada na cloud e as instalações de redes privadas 5G», continua o mesmo responsável.  


Publicado em:

Mobilidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados