Partilhe nas Redes Sociais

PUB

Roteiro para a migração da TDT está aprovado e abre caminho ao 5G

Publicado em 8 Outubro 2019 | 100 Visualizações

Está aprovado o calendário para a migração da faixa de espectro que hoje suporta a rede da Televisão Digital Terrestre. A faixa dos 700 MHz vai ser usada pelo 5G que, segundo os planos da Comissão Europeia, em 2020 deve já estar disponível em pelo menos uma cidade de cada país europeu. 

Em linha com o que já previa o sentido provável de decisão da Anacom, divulgado em agosto, já em novembro terá lugar um teste piloto destas alterações à rede, que vai envolver o emissor de Odivelas Centro (que vai passar do canal 56 para o canal 35).

O processo segue entre a terceira semana de janeiro e fevereiro de 2020 e ficará completo a 30 de junho do próximo ano. As regiões autónomas serão as últimas a acolher a migração, que no continente avançará de sul para norte e que, no total, envolverá 240 emissores. 

«A Anacom flexibilizou o calendário, face ao roteiro que tinha estabelecido, atentas às preocupações manifestadas pela MEO». Enquanto responsável pela rede e serviços de TDT, cabe agora à empresa do grupo Altice estabelecer o calendário e o ritmo dos trabalhos, dentro dos limites definidos pelo regulador. Até 15 de novembro a operadora terá de informar a Anacom deste calendário. 

Para os utilizadores do serviço, a mudança obriga a re-sintonizar, mas não implica reorientar a antena.


Publicado em:

Mobilidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados