Partilhe nas Redes Sociais

PUB

SALSA Jeans: Um negócio com rede

Publicado em 20 Novembro 2015 | 483 Visualizações

A mobilidade está a conduzir uma verdadeira transformação digital em muitas organizações e nos mais variados sectores. A Irmãos Vila Nova, detentora da marca SALSA Jeans, não é alheia a esta necessidade.  O número de utilizadores com necessidade de mobilidade dentro das instalações e o uso generalizado de smartphones e tablets fizeram aumentar de forma exponencial o número de utilizadores da rede wireless, provocando uma situação de quase incapacidade da infraestrutura existente na organização.

 

Rui Oliveira, Chief Information Officer da Salsa Jeans, explica que associada a este aumento do número de utilizadores a questão da evolução aplicacional também contribuiu para que o tráfego na rede local deixasse a infraestrutura, com mais de uma década de existência, sem fôlego.

 

A actualização do equipamento existente para soluções actuais, a melhoria da largura de banda disponível para os utilizadores wired e wireless e, consequentemente, a criação de mecanismos de redundância na interligação entre locais foram por isso os desafios colocados pela empresa à Decunify, que segundo o CIO correspondeu. «A Decunify soube interpretar corretamente as necessidades da SALSA e conceber uma solução adequada a essas necessidades, tanto em termos técnicos como financeiros» reconhece Rui Oliveira.

 

A Decunify sustentou a sua resposta aos desafios da SALSA numa solução baseada em switches Cisco Catalyst 4500x no core da rede, switches Cisco Catalyst 2960x na distribuição /acesso. Quanto à componente wireless asseguro-a por pontos de acesso Aironet das séries 1700 e 2700 com controlador virtual.

 

Bruno Santos, regional sales manager da Decunify, constata que a evolução face à solução anterior foi muito significativa, quer em termos de desempenho quer em termos de resiliência. No que respeita à rede wireless (WLAN), a melhoria foi ainda mais notória, uma vez que quase todos os laptops existentes já suportam a norma 802.11n quando a solução antiga apenas suportava 802.11b/g, permitindo taxas de transferência teórica perto do 1Gbps. Esta melhoria permitiu que, no prazo de uma semana, vários utilizadores de rede abandonassem a sua ligação por cabo e optassem pela ligação WLAN, o que fez com que os utilizadores de rede sem fios da SALSA praticamente duplicassem, atingindo uma média de 250 utilizadores em simultâneo.

 

Bruno Santos destaca a transparência no processo de levantamento e avaliação de necessidades que realizaram no cliente. «Esta aproximação permitiu-nos levar a cabo um trabalho interno de desenho de uma solução que tivesse em conta a melhor oferta do mercado do ponto de vista tecnológico e de retorno do investimento, mantendo, no entanto, o foco na perceção de melhoria de performance e disponibilidade da infraestrutura de rede quer para os utilizadores quer para a equipa de IT», sustenta o responsável.


Publicado em:

Projetos

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados