Partilhe nas Redes Sociais

SAS e Cisco lançam plataforma de analítica para IoT

Publicado em 4 Abril 2017 | 620 Visualizações

No arranque do SAS Global Forum, que decorre esta semana em Orlando, Flórida, a SAS e a Cisco anunciaram o lançamento de uma plataforma conjunta virada para a Internet das Coisas.

A solução combina o Cisco Unified Computing System e o SAS Analytics e é, dizem as duas empresas, a primeira plataforma de analítica IoT Edge-to-Enterprise suportada num Cisco Validated Design. A promessa é baixar o risco da implementação de um projeto IoT em vários cenários verticais, desde saúde a retalho e energia.

O design validado não só reduz as barreiras como também permitirá às organizações focarem-se na descoberta de resultados significativos, em vez de passarem a maior parte do tempo a implementar a plataforma IoT. A solução é flexível e escalável, garantem as fornecedoras, e permitirá aplicar analítica em várias camadas da rede com base no volume, velocidade e requisitos de latência.

“O valor da IoT reside nos dados que fornece”, explica o diretor de pesquisa da IDC Alan Webber. “Mas só por si, os dados não têm valor até que possam ser transformados em informação, conhecimento e ação através de análise e analítica.” O especialista considera que a parceria entre a Cisco e o SAS é “excitante” porque vai permitir extrair valor dos dados recolhidos da IoT através de analítica.

Durante a intervenção inicial no Global Forum, o CEO do SAS, Jim Goodnight, frisou a importância da área e as grandes oportunidades que ela apresenta. “A analítica é o motor da mudança, os dados são o combustível. Mas uma grande parte deles nunca chega a ser analisada”, afirmou. A missão do SAS é levar a analítica a toda a gente, em todo o lado, garantiu.

“A Cisco SAS Edge-to-Enterprise IoT Analytics Platform tem aplicação extensa em vários verticais e ajuda as organizações a obterem informação instantaneamente e a tomarem medidas imediatas”, estabeleceu o diretor de tecnologia da divisão Unified Computing Systems da Cisco, Raghunath Nambiar. “Ao trabalharem em conjunto, a Cisco e o SAS elevam o valor do fluxo de dados para todo o tipo de aplicações, incluindo experiência do cliente, desempenho de ativos e cenários de fraude. A combinação dá o controlo aos nossos clientes e ajuda-os a permanecerem ágeis.”

O tema da conferência do SAS este ano é “os dados não conhecem fronteiras.” O evento reúne cerca de 30 mil utilizadores de software da empresa, tanto no local como online.

Resultados-como-serviço

Outro dos anúncios feitos em Orlando é o SAS Results, uma oferta de “resultados-como-serviço” baseada na nuvem, que não requer infraestrutura nem staff. Os clientes fornecem os dados e o SAS entrega as respostas, diz a empresa.

A solução usa os consultores globais da empresa e um modelo de entrega seguro, não exigindo aos funcionários dos clientes qualquer conhecimento sobre o software SAS. O alvo desta solução são organizações que têm falta de analistas e poucos recursos, como um centro de dados, e precisam de soluções para problemas de negócio prementes.

O interessante da oferta é que é completamente à medida das necessidades do cliente. Isto é, uma empresa pode usar o SAS Results apenas uma vez, para resolver um problema pontual. O SAS diz que o serviço já está a ser usado por uma construtora automóvel, uma marca de retalho de moda e o governo de um condado nos Estados Unidos.


Publicado em:

Atualidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados