Partilhe nas Redes Sociais

Steltix entra em Portugal para crescer na Europa

Publicado em 11 Maio 2016 | 463 Visualizações

Depois de ter integrado a Inner Join Consulting, empresa especializada na implementação de ERP Oracle JD Edwards, no passado mês de fevereiro, a Steltix decide investir no reforço da sua presença em Portugal e Espanha. A decisão insere-se no na estratégia de expansão internacional, o que de acordo com Jaime Fernandez, diretor-Geral da Steltix Portugal e Espanha, não só torna a empresa mais competitiva para os clientes de JD Edwards com presença global, como também «melhora a sua capacidade de serviços e suporte para os países de língua espanhola e portuguesa em todo o mundo». «Com a integração dos consultores da Inner Join Consulting, já nos convertemos no principal partner de JD Edwards em Portugal”», acrescenta o responsável.

 

 

Ntech.news – Que estratégia e objetivos têm para o mercado nacional?

Jaime- Fernandez – Queremos continuar com a estratégia definida pela Steltix nos últimos anos em tornar-se o principal parceiro da JDEdwards nos países onde está presente. No caso de Portugal, podemos dizer que conseguimos de imediato, com a integração de toda a equipa da Inner Join Consulting e a maior parte da equipa de Iorga, que foram as duas principais referências em consultoria JDEdwards no mercado Português. Procuramos igualmente uma estreita cooperação com a Oracle, que nos permite oferecer aos nossos clientes as mais recentes funcionalidades que o mercado português (e global) exige, como soluções de mobilidade, serviços na cloud, ambientes de colaboração entre empresas e facilitar aos utilizadores a utilização de todas as tecnologias de forma transparente.

 

Porquê este timing para avançarem com uma presença direta?

A presença de uma equipa inicial de 14 consultores permite ter uma organização equilibrada, o que facilita o recrutamento de novos perfis nos próximos meses. Procuramos recém-licenciados com competências linguísticas e que além do Inglês, dominem dos principais idiomas europeus (francês, alemão, holandês, italiano). A flexibilidade e competência do mercado Português torna-o um nicho para as empresas e serviços partilhados, e a Steltix viu assim uma oportunidade para continuar a crescer na Europa.

 

Como será trabalhado este mercado?

A melhor maneira de chegar aos clientes é demostrar que entendemos os seus processos de negócio e podemos trazer de valor acrescentado, é o que podemos oferecer através da experiência acumulada dos nossos consultores nos diferentes projetos que têm acompanhado ao longo de sua carreira. Beneficiamos também do ambiente colaborativo avançado que tem Steltix, onde podemos partilhar experiências e conhecimento em projetos.

Os nossos consultores têm uma média de anos de experiência entre 10 e 15 anos no mercado de implementação de ERP, com especialização em JD Edwards, o que nos permite acompanhar projetos tecnologicamente avançados com segurança que que chegarão a bom porto. Os clientes precisam de garantias que os seus projetos cumprirão prazo e orçamento.

 

Haverá uma presença física cá, com uma equipa local?

Prevemos ter uma equipa de 20 pessoas até o final de 2016. Contamos de momento com 14 consultores especialistas nas áreas de finanças, distribuição e produção, que atualmente prestam serviços a clientes locais, e pretendemos expandir a equipa para dar suporte aos clientes globais Steltix. Com a abertura do escritório em Lisboa pretende-se não só para prestar serviços a clientes locais, mas também ser o centro de suporte funcional Europeu, para o qual já forma dados os primeiros passos. 

 


Publicado em:

Na Primeira Pessoa

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados