Partilhe nas Redes Sociais

Suse lança OpenStack Cloud Monitoring

Publicado em 6 Junho 2017 | 136 Visualizações

Suse quer ajudar a simplificar a gestão e monitorização de ambientes empresariais OpenStack na nuvem, e apresentou uma nova solução open source para o efeito. A OpenStack Cloud Monitoring baseia-se no projeto Monasca OpenStack e facilita aos operadores e utilizadores a análise de performance das nuvens privadas complexas. Contribui ainda para reduzir os custos, já que automatiza e pré-configura a gestão da nuvem, ao mesmo tempo que aumenta a sua fiabilidade e níveis de serviço.

Michael Miller, presidente de Strategy, Alliances e Marketing da Suse, sublinha que os desenvolvimentos OpenStack produzem muitos dados complexos, que podem ser monitorizados.  «À medida que os clientes avançam para a produção em larga escala, necessitam de ferramentas operacionais para manterem a sua cloud privada», indica o executivo. O propósito do projeto Monasca é possibilitar a gestão e avaliação destes dados para os donos das empresas. «Temos trabalhado muito de perto com a Fujitsu e outras organizações para acrescentar esta funcionalidade ao Suse OpenStack Cloud», informa Miller.

Uma das vantagens da nova solução é que apresenta um único dashboard para gerir e monitorizar ambientes de nuvem privada OpenStack. A plataforma dá ao operador a capacidade de identificar problemas antecipadamente, com o processamento complexo de eventos OpenStack, métricas, pesquisa avançada de gráficos e análise histórica de dados.

«Os engenheiros da Fujitsu trabalharam de perto com os da Suse e outros da comunidade OpenStack no projeto Monasca para criar uma solução que proporcionasse os meios para recolher, armazenar, apresentar e analisar dados de um sistema de produção OpenStack», refere Katsue Tanaka, vice-presidente sénior da Fujitsu e chefe da unidade de negócio plataformas de software, sublinhando que o Suse OpenStack Cloud Monitoring é «fruto da nossa colaboração próxima e reflete o nosso forte compromisso para continuar a levar ao mercado soluções open source production-ready».

A Suse lembra ainda que, por ser uma solução open source, os clientes não correm o risco de ficarem presos a uma solução proprietária – de resto, é essa toda a filosofia da empresa.

 


Publicado em:

Atualidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados