Partilhe nas Redes Sociais

SysValue integra universo Sonae

Publicado em 3 Maio 2016 | 1043 Visualizações

Após a entrada no capital da S21sec em setembro de 2014, a Sonae Investment Management (Sonae IM) concluiu agora a aquisição da SysValue e reforça a sua estratégia na área de segurança. «Esta operação traduz-se num fortalecimento do nosso portfolio de cibersegurança, onde acreditamos há oportunidades para um operador focado que beneficie de escala. A SysValue representa um importante ativo para a Sonae IM não apenas em Portugal, mas também a nível europeu», confirma Carlos Alberto Silva, administrador da Sonae IM.

 

A integração da SysValue na Sonae IM irá permitir gerar ganhos de sinergias significativos, não apenas na concentração de estruturas de back-office e alinhamento de estratégias de abordagens ao mercado, mas também em termos de conhecimento e I&D. A Sysvalue disponibiliza serviços de auditoria e peritagem, consultoria, formação e I&D em segurança da informação, possuindo uma significativa presença nos sectores de telecomunicações, serviços financeiros, energia e sector público.

 

Com esta operação, a Sonae IM reforça, a sua capacidade de intervenção junto das instituições governamentais nacionais e da UE, de modo a fortalecer a robustez e a capacidade de resposta europeia a incidentes de cibersegurança. Através da S21Ssec, a Sonae IM ocupa a presidência do ESCG (European Cyber Security Group), que representa a aliança dos cinco maiores grupos de cibersegurança europeus.

 

João Barreto, fundador e presidente do Conselho de Administração da SysValue, e Pedro Leite, vice-Presidente para Portugal da S21sec, encaram esta combinação de forças com grande otimismo.  «Podermos trabalhar com a S21sec representa uma oportunidade de aumentar a nossa capacidade de resposta em serviços de cibersegurança ainda com maior expertise e sofisticação, assim como impulsionar a nossa internacionalização», destaca João Barreto.

Com a SysValue no mesmo barco, o vice-Presidente para Portugal da S21sec espera que juntas, as duas empresas possam contribuir para o desenvolvimento do sector da cibersegurança no país, e acredita ter reunidas as «as melhores equipas para o fazer».


Publicado em:

Negócios

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados