Partilhe nas Redes Sociais

Testes com autocarros sem condutor avançam no Porto já este outono

Publicado em 22 Maio 2020 por Cristina A. Ferreira - Ntech.news | 413 Visualizações

No outono, a STCP do Porto vão começar a testar autocarros autónomos em pequenos percursos da área urbano (shuttle). A iniciativa é parte integrante do FABULOS, orientado para o desenvolvimento de sistemas de transportes inteligentes e integrados. O projeto foca-se especificamente na procura de soluções que, integradas com o sistema de transportes existente, forneçam e façam a gestão de transportes públicos automatizados para o último trecho de viagem (last mile).

O FABULOS junta a Sociedade de Transportes Coletivos do Porto (STCP), o Forum Virium Helsinki da Finlândia e os municípios de Helmond na Holanda, Gjesdal na Noruega e Lamia na Grécia. Recorre a um modelo de Compras Públicas de Inovação (CPI), um instrumento criado para facilitar o acesso dos organismos e serviços públicos a aplicações inovadoras, que podem estar já em fase de comercialização, ou ainda em fase de investigação, como acontece neste caso.

Quando usadas para encontrar soluções por validar, as CPI preveem a assinatura de contratos pré-comerciais que criam espaço para testar soluções e identificar a que mais se adequa às necessidades, numa lógica de partilha de risco entre os vários participantes. É precisamente nesta fase que se encontra o FABULOS, como explica a Agência Nacional de Inovação, que está a dinamizar o modelo em Portugal e a trabalhar na criação de um Centro de Competências nacional em CPI.

À procura de respostas para passar da experiência a um ambiente real

Os testes com veículos autónomos que a cidade do Porto vai receber encaixam nesta fase pré-comercial do projeto, que envolve vários parceiros em diferentes países reunidos em três consórcios. Para trás ficaram dois dos cinco consórcios escolhidos para participar nesta iniciativa de Compras Públicas de Inovação e desenvolver uma arquitetura de sistema para operar autocarros autónomos. Quatro chegaram ainda à fase de desenvolvimento de protótipos, mas só três passaram aos testes de campo, que agora decorrem já em alguns países e se ultimam no Porto.

Os primeiros pilotos destes consórcios foram lançados em abril. No outono avançam os seguintes que, além do Porto (mais especificamente na zona da Asprela, onde se concentram universidades e o Centro Hospitalar Universitário de São João e onde está uma das principais frotas da STCP) decorrem na Holanda e na Grécia.

O objetivo passa por validar um conjunto de desafios transversais a qualquer um dos serviços de transportes envolvidos, como a funcionalidade, interoperabilidade ou segurança das frotas autónomas. A que se juntam desafios específicos em cada cidade. Como explica a ANI, em Gjesdal, por exemplo, «existe um declive de 12% devido ao terreno montanhoso, ao passo que, em Lamia, as temperaturas elevadas são o principal desafio».

Financiamento da STCP próximo do milhão de euros

No Porto, pretende-se validar que as novas viaturas trazem melhorias no nível de serviço e uma economia substancial de custos numa das principais zonas de oferta de transportes públicos, refere a mesma nota de imprensada ANI.

Os shuttles usados neste teste não vão ter motoristas e devem ser capazes de, em modo autónomo e com uma gestão remota feita a partir de uma sala de controlo, ter capacidade para evitar veículos estacionados e outros obstáculos. A bordo, no máximo, estará uma pessoa por questões de segurança, nos países onde a legislação assim o imponha.

O FABULOS conta com um financiamento europeu, através do Horizonte 2020, de cerca de sete milhões de euros. A STCP recebeu 912,7 mil euros. Cada entidade envolvida integra parceiros (Parceiros Preferidos) que no caso da STCP são a Cidade do Fundão, a Horários do Funchal e a Porto Digital), sendo que o projeto envolve ainda mais um conjunto alargado de parcerias, nomeadamente, para os veículos.

O Ntech.news contactou a STCP para mais detalhes sobre o projeto, mas até à hora de publicação do artigo não obteve resposta.


Publicado em:

Projetos

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados