Partilhe nas Redes Sociais

Tráfego aéreo é próxima aposta da Uber

Publicado em 8 Novembro 2017 | 500 Visualizações

Depois das estradas, a Uber quer agora chegar aos céus e concretizou já a sua mais recente aposta estratégia através de uma parceria com a NASA.

Anunciada no segundo dia da Web Summit, a colaboração entre as duas empresas vai permitir à Uber trabalhar no âmbito da gestão de tráfego aéreo dentro das cidades.

A parceria prevê o desenvolvimento de novos conceitos de Gestão de Tráfego Não Tripulado (UTM, Unmanned Traffic Management) e Sistemas Aéreos Não Tripulados (UAS, Unmanned Aerial Systems), permitindo a operação segura e eficiente de UAS a baixas altitudes.

A participação da Uber no Projeto UTM da NASA ajudará a empresa a iniciar os primeiros voos de demonstração do uberAIR num conjunto de cidades norte-americanas selecionadas, em 2020, sendo que uma destas cidades já está escolhida: Los Angeles. Esta é a primeira colaboração da Uber com uma agência governamental com o objetivo de operar uma rede aérea de ridesharing a nível global.

A empresa anunciou que planeia explorar oportunidades adicionais de colaboração com a NASA com o intuito de avançar com «a abertura de um novo mercado de mobilidade aérea urbana».

Jeff Holden, Chief Product Officer da Uber, destacou a propósito deste acordo que «o uberAIR operará muitos mais voos numa base diária nas cidades do que alguma vez foi feito. Fazê-lo de forma segura e eficiente exigirá uma mudança profunda nas tecnologias de gestão de espaço aéreo».

Assim sendo, este responsável acredita que «a combinação da capacidade de engenharia e desenvolvimento de software da Uber com as décadas de experiência na NASA neste campo proporcionará avanço crucial para o Uber Elevate».


Publicado em:

Atualidade

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados