Partilhe nas Redes Sociais

PUB

GMV: Innovating solutions in Cybersecurity

Serviço de Transporte a pedido continua a crescer na região do Médio Tejo

Publicado em 16 Agosto 2017 por Ntech.news - Rui da Rocha Ferreira | 142 Visualizações

Médio Tejo GMV

«O serviço de Transporte a Pedido distingue-se do transporte regular de passageiros uma vez que é o cliente que gera o pedido da viagem, permitindo que apenas sejam realizados os percursos necessários de acordo com as reservas previamente feitas». A explicação é de Paulo Alexandre Alves, diretor de automação e telemática rodoviária da GMV Portugal, a empresa responsável por desenvolver o software que alimenta este serviço.

O Serviço de Transporte a Pedido celebra em 2017 o seu quinto aniversário e continua a crescer na região do Médio Tejo: no início do mês o concelho de Torres Novas passou a integrar esta rede de transportes, juntando-se a mais 11 concelhos que já usufruem deste sistema. Ao todo são mais de 250 mil as pessoas que podem tirar partido deste serviço.

Em jeito de balanço, a GMV divulgou dados sobre de utilização: por exemplo, 67% dos pedidos de viagem efetuados foram feitos por motivos de saúde dos passageiros.

Outros dados revelam que em média são realizados apenas 7% dos quilómetros totais que seriam necessários percorrer com um serviço de transporte regular – no caso do Serviço de Transporte a Pedido o autocarro só circula se houver pedidos dos utilizadores e só passa pelas paragens nas quais há pedidos registados.

Os dados até aqui apurados revelam ainda que 72% dos clientes utilizam o serviço mais do que uma vez e a taxa de cobertura dos proveitos sobre os custos evoluiu de 8% para 35%.

«De notar que cerca de 60% da população da região Médio Tejo reside em lugares com menos de 2.000 habitantes, onde a implementação de um serviço regular de transporte encontrava dificuldades acrescidas. Encontrar um serviço que pudesse ser adaptado às necessidades reais desta população representou sem dúvida um ganho significativo para a comunidade», refere em nota de imprensa a Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo.

A ferramenta desenvolvida pela GMV permite à comunidade intermunicipal gerir reservas, definir rotas com base nas reservas existentes e nas viaturas disponíveis, gerir o cancelamento de viagens e acompanhar em tempo real a execução do serviço pelos operadores de transporte.


Publicado em:

Projetos

Partilhe nas Redes Sociais

Artigos Relacionados